Cidadeverde.com

PRF prende em Corrente traficante portando arma de uso restrito

Foto: PRF

Policiais Rodoviários Federais prenderam na tarde do último sábado(12) um homem acusado do crime de Porte Ilegal de Arma de Fogo. A ação aconteceu na BR 135 no município de Corrente/PI.

Os policiais, ao realizarem policiamento de rotina, abordaram o veículo HYUNDAI/I 30 2.0 que era conduzido por um homem de 34 anos. Ao fazer as devidas verificações documentais e ao verificar no interior do veículo, os policiais encontraram uma pistola cal. .40 com 13 munições não deflagradas. Os policiais verificaram que a pistola possuía a sua numeração raspada, bem como o brasão, significando que a pistola havia sido roubada de alguma instituição policial, porém não foi possível identificá-la.

Os policiais perceberam que o veículo possuía um forte odor característico de entorpecente, porém não foram encontrado drogas no seu interior.

O condutor informou aos policiais que adquiriu a arma em Brasília/DF, porém não informou de quem e que era usuário de drogas. Os policiais verificaram que o homem possui diversas passagens e condenações no estado do Piauí e no Distrito Federal por Tráfico de Drogas.

Foram apreendidos, além da arma e munições, celulares e R$ 465,00 em notas de 5, 10, 20 e 50 reais o que pode denotar para o crime de tráfico de drogas.

Diante desse cenário, os policiais apreenderam a arma e as munições e a encaminharam juntamente com o homem até a Polícia Civil no município de Corrente/PI para os procedimentos que o caso requer. O homem responderá pelo crime de Porte Ilegal de Arma de Fogo.

Da Redação
[email protected]

MPPI acompanha instalação de leitos de estabilização no Hospital de Corrente

Foto: reprodução

O Ministério Público do Piauí, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Corrente e do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde (CAODS), realizou nesta segunda-feira, 24 de agosto, nova vistoria no Hospital Regional Dr. João Pacheco Cavalcante, em Corrente. A inspeção deu continuidade ao trabalho de acompanhamento feito por membros do Ministério Público para monitorar e fiscalizar as condições dos hospitais do interior do Estado, averiguando as necessidades, principalmente, no que diz respeito à oferta de serviços de saúde para os pacientes com o novo coronavírus.

A vistoria ao hospital de Corrente foi conduzida pelo diretor-geral da unidade, Daniel Sousa, e pela conselheira municipal de saúde, Jéssica Neves. Os trabalhos de inspeção iniciaram com um diálogo entre o gestor e os integrantes da equipe de fiscalização sobre os pontos discutidos na inspeção anterior. Dentre os assuntos tratados estiveram a finalização da estrutura física para os atendimentos de pacientes com Covid-19, as escalas de profissionais de saúde, o fornecimento de exame de tomografia computadorizada e o aparelhamento dos novos leitos do hospital.

Em seguida, o diretor e a conselheira, por meio de câmeras de celulares, mostraram o novo fluxo de pacientes, os leitos que estão sendo montados para o tratamento de pacientes com o novo coronavírus, a área de paramentação e a parte externa referente ao fornecimento de gases. São 03 clínicos e 07 de estabilização com a instalação da canalização de gases já concluída. No entanto, após discussões técnicas, observou-se a necessidade de instalação de tanque de oxigênio para dar maior segurança aos pacientes que necessitam de ventilação mecânica.

Ficou acordado que os representantes do Conselho Regional de Medicina (CRM-PI), Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito-14) juntamente com o médico do Ministério Público vão elaborar um parecer com orientações sobre o tanque de oxigênio a ser instalado no hospital. Também, foi recomendado pelo Ministério Público à Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) a contratação de médicos e 4 fisioterapeutas para prestar atendimentos aos pacientes pelo hospital.

A vistoria foi promovida por videoconferência e contou com a participação dos médicos do Ministério Público Celso Pires Filho e Viviane Martins; do médico fiscal do Conselho Regional de Medicina (CRM-PI) Juarez Holanda; do presidente do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito-14ª), Rodrigo Amorim, e de representantes da Secretaria Municipal de Saúde de Corrente e do Conselho Municipal de Saúde e do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Piauí (Cosems-PI).

Da Redação
[email protected]

Corrente: Hospital passa por ampliação e recebe EPIs

Desde o início da pandemia do novo coronavírus o Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), já entregou 92.496 mil equipamentos de proteção individual (EPIs) para o Hospital Regional Dr João Pacheco Cavalcante, em Corrente, e as equipes do Programa Busca Ativa do município.

“Estamos atentos à cada município do Piauí, disponibilizando EPIs, testes rápidos, além de melhorias aos hospitais, desde o início da pandemia. Como foi o caso do Hospital Regional Dr João Pacheco Cavalcante, que está passando por reforma no setor Covid-19, que contará com 20 leitos para o tratamento da doença”, ressalta o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

A unidade de saúde dispõe atualmente de cinco leitos clínicos e dois de estabilização, exclusivos para o tratamento da Covid-19. O Hospital Regional Dr João Pacheco Cavalcante também está passando por uma ampliação do setor, que vai receber a instalação de cinco leitos de unidade de terapia intensiva (UTIs).

“Contamos com o apoio da Sesapi desde o começo da pandemia, que já nos disponibilizou EPIs, ambulância com UTI móvel e agora está realizando esta ampliação do setor Covid-19, que vai funcionar com 12 leitos clínicos, três de estabilização e cinco UTIs, a previsão de entrega é a segunda quinzena de agosto”, lembra o diretor do hospital, Daniel

Entre os 92.496 mil EPIs entregues, tanto para o hospital como para o município de Corrente, estão máscaras N95, máscaras cirúrgicas, álcool em gel, luvas de procedimentos, óculos de proteção, protetor facial, toucas, propés e aventais, além de testes rápidos para a detecção do novo coronavírus.

Segundo o boletim epidemiológico do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), da Sesapi, a cidade de Corrente já registrou 95 casos de coronavírus e dois óbitos pela doença.

Da Redação
[email protected]

IDEPI inicia obras de residenciais em Sebastião Barros e Corrente

Foto: Ascom

O Instituto de Desenvolvimento do Piauí (IDEPI) iniciou as obras de residenciais nos municípios de Sebastiao Barros e Corrente, na região sul do Estado. As obras fazem parte da construção de dois loteamentos para o reassentamento dos moradores que vivem no entorno da barragem Atalaia, e contará com 40 casas em Sebastião Barros e mais 40 em Corrente. Os residenciais contarão com toda infraestrutura necessária de moradia, como pavimentações asfáltica e poliédrica, energia elétrica, abastecimento de água, terras para cultivo, dentre outras melhorias.

O diretor-geral do IDEPI, Leonardo Sobral, destaca que o início dos trabalhos na região proporcionará também a retomada das obras de conclusão da barragem Atalaia, que já se encontra com mais de 80% executadas. “Já estamos em fase avançada, faltando fechar os maciços, o que será possível com a construção dos assentamentos e o deslocamento dos moradores ao redor da barragem”, diz.

Segundo o gestor, o IDEPI conseguiu aprovar a reformulação do plano de trabalho da barragem Atalaia junto à CODEVASF, assegurando o valor de R$ 12 milhões e garantindo, assim, os recursos financeiros para execução do empreendimento, cuja capacidade de acumulação é de mais de 200 milhões de m³ de água e sangradouro com largura de 70,00m. 

“Estamos otimistas quanto à retomada desta obra, pois ela é importante para o abastecimento de água das cidades circunvizinhas de Sebastião Barros, Corrente e Cristalândia do Piauí, beneficiando mais de 29 mil habitantes”, pontua o diretor do IDEPI.  

Além disso, explica, a barragem Atalaia também permitirá a irrigação ao longo do vale à jusante e montante da barragem; aproveitamento hidroagrícola em torno do lago, além da possibilidade de implantação de atividades de piscicultura e lazer no local da obra.

Da Redação
[email protected]

Bebê de 1 mês é o paciente mais novo a vencer a Covid-19 no Piauí

Com apenas 1 mês de vida o pequeno Fellipe Barreira de Sousa já conseguiu vencer a  Covid-19. O bebê recebeu alta nesta semana do Hospital Regional de Corrente, no Sul do Estado, após ficar nove dias internado na unidade de saúde. 

Um vídeo do momento em que ele sai do hospital no colo da mãe viralizou nas redes sociais e emocionou toda equipe do hospital. Com a famosa placa "Venci a Covid", Felipe recebe os aplausos da equipe médica. 

A mãe de Fellipe, a jovem Mariana Barreira, de 24 anos, conversou com Cidadeverde.com e lembra, ainda emocionada, que só conseguia chorar quando soube que o filho recém nascido estava com uma doença que já matou mais de 69 mil brasileiros. 

Mariana conta que, 15 dias após o nascimento, o pequeno Felipe começou a ter febre, coriza, diarreia e um pouco de tosse. Na consulta em uma UBS da cidade São Gonçalo do Gurgueia, onde a família mora, o bebê foi testado e recebeu o diagnóstico de Covid-19. 

Foto:ArquivoFamiliar

Todos da família foram testados e nenhum exame deu positivo para o Coronavírus. Mariana disse que não sabe como o filho contraiu a doença.

"Eu só chorava. Não dava tempo pensar em nada. Só pedir a Deus que tudo desse certo e ele ficasse curado", disse Mariana. Fellipe é o primeiro filho da jovem.

 

Após ser diagnosticado na UBS, o bebê foi encaminhado para o Hospital Regional de Corrente, onde fez tratamento com dexametasona e azitromicina.  Felizmente, o bebê não chegou a ser entubado. 

Fellipe está curado da doença. A Secretaria de Estado da Saúde confirmou ao Cidadeverde.com que ele é o paciente mais novo a vencer a Covid-19 no Piauí.

"Eu só tenho a agradecer a Deus por ele ter ficado bom", destaca a mãe que, agora curte o filho no aconchego do seu lar. "Ele é a alegria da casa", comemora.

 

Izabella Pimentel
[email protected] 

Iniciado novo trecho de alargamento da BR 135 no Piauí

Usuários da BR 135 entre os municípios de São Gonçalo do Gurguéia e Corrente no extremo sul do Estado, tiveram essa semana a confirmação por parte do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), quanto ao início das obras  de alargamento no trecho de cinquenta quilômetros da rodovia. 

 Outros trechos no  sul do Piauí, da BR 135  a exemplo de  Gilbués/ São Gonçalo do Gurguéia e Corrente/ Cristalândia já foram realizados, como também de Elizeu Martins até Bom Jesus. De acordo com o DNIT o alargamento deve ser realizado até a divisa do Piauí com a Bahia.

A BR 135 dentro do Piauí,  anteriormente tinha dimensões de uma rodovia estadual, mas agora irá passar de 6 metros para 12 metros, com 7 metros de pista de rolamento, mais dois metros e meio de acostamento para cada um dos lados da pista, uma conquista e mais tranquilidade para os moradores da região,  e usuários da rodovia, que é uma das responsávieis pelo escoamento da produção agrícola do Piauí,  e reduz distâncias de quem vem do sul, sudeste e centro oeste do Brasil rumo a parte do nordeste que está localizado o Piauí, Ceará, Maranhão e norte do país. 

João Bandeira
[email protected]

Casal sofre grave acidente na PI 415 e morre no sul do Piauí

Foto: reprodução

O acidente com Marcos Batista de Sousa Fernandes(19 anos),  e Ana Paula Farias Abreu(16 anos) ocorreu por volta de meio dia deste domingo(31) na PI 415 entre os municípios de Corrente e Riacho Frio. A moto que o casal estava se chocou de frente com uma carreta bitrem.

Os dois chegaram  a ser socorridos por equipes do SAMU de Corrente e Riacho Frio, mas não resistiram aos ferimentos e morreram por volta de 16H   no Hospital Regional Drº João Pacheco Cavalcante em Corrente devido a gravidade dos ferimentos.

De acordo com informações de populares o choque entre a moto e a carreta ocorreu nas proximidades da comunidade Riacho Grande onde o casal iria ao encontro de familiares. As vitimas residiam no município de Corrente, e o acidente gerou comoção entre os moradores da região.

Foto: reprodução

João Bandeira
[email protected]

Justiça suspende decreto que permitia funcionamento do comércio em Corrente

Foto: Google Maps

A juíza Viviane Kaliny Lopes de Sousa determinou a suspensão do decreto que flexibilizava o funcionamento do comércio em geral na cidade de Corrente, no interior do Piauí, incluindo academias e templos religiosos. Na decisão, a magistrada da Vara Única de Corrente acatou o pedido Defensoria Pública do Piauí. 

“A realidade é o enfrentamento de uma pandemia. A atividade econômica, sem descurar de sua importância, não pode sobressair sobre a vida humana. Não há economia sem a vida humana”, ressaltou o defensor  público Eduardo Ferreira Lopes que requereu, em caráter de tutela de urgência, a anulação do decreto. 

Na decisão, a juíza considerou que a cidade de Corrente é um polo na região do extremo sul piauiense. 

Além de determinar a suspensão decreto, a magistrada determinou que o Município apresente, no prazo de 48 horas, medidas adotadas no enfrentamento ao novo coronavírus, informando, entre outros, a quantidade de leitos disponíveis, incluindo UTIs, para receber pacientes com a covid-19, a quantidade de testes rápidos existentes e os mecanismos e critérios utilizados para testagem da população. Em caso de descumprimento está prevista multa diária no valor de R$ 10 mil.

Pelas redes sociais, a prefeitura de Corrente informou sobre a decisão judicial que suspendeu os efeitos do decreto que flexibilizava a abertura do comércio e que as informações solicitadas na referida decisão já estão sendo devidamente respondidas. 

Graciane Sousa
[email protected]

Corrente:decreto estende a quarentena, mas flexibiliza atividades comerciais

As medidas de isolamento social em Corrente permanecem até 15 de maio para evitar a disseminação de Coronavírus, mas com algumas exceções. As regras foram publicadas nesta segunda-feira (27), em novo decreto assinado pelo prefeito Murilo Mascarenhas (Progressistas).

O texto faculta a abertura da maioria das atividades comerciais, no entanto, traz medidas de higienização e distanciamento, a fim de evitar aglomerações.

Fica mantida a suspensão 

Atividades culturais e de lazer, atividades esportivas, coletivas e similares, jogos; shows, festas públicas e particulares; funcionamento de bares; leilões, bingos e vaquejadas.

Funcionarão em caratér facultativo

Drogarias e farmácias; clinicas médicas e laboratórios, para vacinação, atendimento oncológico; clinicas veterinárias e lojas agropecuárias; padaria, lojas de conveniência e restaurantes, sendo proibido self- service e o consumo no local; supermercados, mercearias, casa de carnes, peixarias, centros de distribuição de alimentos e similares, observando o controle de acesso e distanciamento entre as pessoas; estabelecimentos de pet shop, condicionado o funcionamento a venda de alimentos, medicamentos veterinários e tratos de animais domésticos; serviços de internet, processamento de dados e veículos de comunicação; postos de combustíveis; hotéis com atendimento exclusivo dos hóspedes e similares, proibido o uso de áreas comuns, inclusive os refeitórios; serviços de entrega; instituições financeiras, lotérica e correspondentes bancários; serviços autorizados, de manutenção e conserto, bem como borracharias; comercio de gás e água mineral; serviços de segurança, vigilância e higienização; serviços funerários, obedecendo a determinação de uma pessoa para cada 10m², e distância de 2 metros entre pessoas, com o menor tempo possível de duração do velório; indústria de construção civil; indústrias; comercio de confecções de roupas e calçados; papelarias e armarinhos; comércio a varejo de automóveis; comércio varejista e especializado em equipamentos de telefonia, comunicação e informática; óticas; lojas de materiais para construção e produtos de casa; templos religiosos para realização de cultos, missas e rituais de qualquer credo ou religião; academias, atendimento individualizado, com agendamento, que deverá ser encaminhado ao comitê gestor da saúde; empresas que firmem instrumentos  de cooperação  com o município de Corrente, no enfrentamento de emergência de saúde pública ao Coronavírus ou a dengue nas áreas de atendimento à saúde básica, atendimento odontológico, assistência social e nutrição, tanto para fornecimento de alimentação preparada como embalagem para retirada individual, quanto para recolhimento e distribuição de alimentos em programas para garantir a segurança alimentar; floriculturas, exclusivamente nos sistema de entrega em domicílio; escritórios de profissionais autônomos;  salões de beleza e barbearias, com agendamento prévio , proibida espera no local; distribuidoras de energia elétrica, água, serviço de iluminação pública, serviço de limpeza urbana e coleta de lixo e comércio de peças para veículos.

Estabelecimentos deverão adotar medidas preventivas

Apesar de facionarem em caratér facultativo, o novo decreto destaca que os estabelecimentos deverão funcionar com equipe reduzida e necessária ao serviço, devem obedecer regras de higiene, entre elas disponibilizar água e sabão para lavar as mãos, álcool em gel para clientes a atendentes, observância de uma pessoa para cada 10m², e distância de 2 metros entre as pessoas, uso de equipamentos, orientação, ventilação natural do ambiente, desinfecção periódica das instalações e equipamentos. Fica proibida a aglomeração de pessoas, os estabelecimentos fica responsável por manter o distanciamento entre as pessoas nas áreas internas e externas.  

Uso obrigatório de máscaras

De acordo com o decreto, os atendentes (empreendedores e colaboradores), assim como os clientes e frequentadores, devem usar máscara facial, sob pena de não puderem adentrar ou permanecer no estabelecimento.

Igrejas

Os templos religiosos deverão obedecer a lotação máxima de 30% da capacidade do templo ou igreja, com lugares de assentos alternado entre as fileiras, bem como o uso de máscaras e higienização com álcool em gel 70%, água e sabão e toalhas descartáveis para higienização das mãos.

Feira

O novo decreto autoriza o funcionamento do mercado municipal, adotando diversas medidas, por exemplo, alternar os dias entre sexta-feira, sábado e domingo, no horário de 6h ás 19h, evitando aglomerações, e entre outras adotar a higienização dos balcões, balanças e demais utensílios com solução desinfetante adequada (hipoclorito de sódio 1%). Feirantes de outros estados ou municípios estão proibidos de participarem. Devem obedecer ainda o distanciamento de 2 metros, feirantes e consumidores obrigatoriamente deverão usar máscaras.

Aulas

As aulas ficam suspensas em todas as escolas, creches, universidades e faculdades das redes de ensino pública e privada até o dia 15 de maio.


Multa a cassação de alvara em caso de descumprimento

Caso estes estabelecimentos descumpram as medidas, poderão ser multados e ter o alvará de funcionamento cassado.

Leia o decreto abaixo:

Com informações alessandroguerra.com

Prefeitura de Corrente adquire testes rápidos e EPIs, para enfrentar o Coronavírus

A prefeitura de Corrente (PI), por meio da secretaria municipal de saúde, realizou a compra de vários materiais para reforçar o combate ao coronavírus no município. Dentre os itens adquiridos estão equipamentos de proteção individual (EPIs), além de equipamentos de pulverização e fardamentos para a vigilância epidemiológica que ajudarão no processo de descontaminação de locais com grandes aglomerações de pessoas como bancos, praças, calçadas, postos de saúde, e hospital.

A entrega dos itens foi feita pelo prefeito Murilo Mascarenhas e pela secretária de saúde Lindaura Perpétua Cavalcanti, em reunião com a coordenadora da Atenção Básica Jéssica Natália Amaral e sua gerente de vigilância epidemiológica Izailde Vieira. Em segundo momento será feita a entrega para os funcionários do setor de modo a evitar aglomeração.

De acordo com a secretaria de saúde, 52 kits de testes rápido foram adquiridos para o município via Secretaria Estadual de Saúde (SESAPI), destes  20 serão doados para o Hospital de Corrente para atender a populaçãoCorrentina que precisar de suporte hospitalar.

"Os testes adquiridos darão rapidez aos resultados de pacientes sintomáticos com evolução de 7 dias. A população prioritária serão profissionais de saúde e de segurança pública conforme recomenda portaria do ministério da saúde”, Informa a secretaria.

Com informações alessandroguerra.com

Posts anteriores