Cidadeverde.com
Geral

Rei momo 2015 é preso suspeito de participação na morte de cabo da PM

Imprimir

Foto: Cidadeverde.com

O rei momo 2015, José Ivaldo Firmino de Oliveira Júnior, conhecido como Júnior Porca, foi preso por volta das 9h30 da manhã desta sexta-feira(17) na avenida Maranhão, zona Norte de Teresina, por policiais da Delegacia de Homicídios. Ivaldo Junior é suspeito de participação na morte do cabo da PM Valdir Mendonça do Vale, 43 anos, no início do mês.

De acordo com a polícia, ele seria o dono e condutor do veículo Nissan Versa, cor prata,que deu apoio na fuga do suspeito de atirar no policial após o assalto, Juliano Kelson Mourão da Silva preso na semana passada.  O carro foi apreendido, nessa semana, na residência do suspeito no bairro Parque Alvorada, zona Norte da Capital. 

A polícia cumpriu o mandado de prisão preventiva contra Ivaldo Junior, que já prestou depoimento na manhã de hoje. 

Os policiais procuram agora a irmã e a companheira de Júnior Porca, que são suspeitas de terem ficado encarregadas de sumirem com o carro e a arma utilizados no crime. 

De acordo com coordenador da Delegacia de Homicídios, delegado Francisco Baretta, a irmã estaria com a chave do veículo e seria a responsável por sumir com o carro. A namorada, que seria uma vizinha, teria guardado a arma. 

“Para mim, sumir com o carro é tocar fogo, mas com a repercussão do caso eles desapareceram da casa e não deu tempo de fazer isso. Já confirmamos também que a irmã é envolvida com tráfico de drogas”, afirmou o delgado, que agradeceu ainda a contribuição do juiz Luís Moura ao expedir o mandado de prisão preventiva com rapidez. “O dr. Luís Moura tem ajudado a polícia a qualquer hora”. 

Versão do suspeito

A defesa do suspeito nega que ele estivesse na cena do crime, que havia emprestado o carro de boa fé e só depois havia sido usado no crime. Ele fugiu de casa com medo por conta da repercussão que o caso tomou. 

O advogado alegou ainda que Júnior Porca iria se entregar hoje, no entanto, os policiais chegaram antes. 

 

Caroline Oliveira
Com informações do repórter Tiago Melo
redacao@cidadeverde.com

Imprimir