Cidadeverde.com
Geral

Polinter: advogado piauiense é preso suspeito de furtar veículos

Imprimir

m advogado piauiense foi preso em Pernambuco após praticar roubo de um veículo no Piauí. O último veículo roubado foi uma moto de um empresário local. O inquérito corre na Polinter delegacia que investiga roubo e furtos de veículos no Piauí. O advogado Nax Nilsen Borges da Costa começou a ser investigado em junho deste ano após desaparecer com a mototicleta da vítima.

"Esse advogado teria ido até uma concessionária aqui em Teresina. Lá ele teria conversado com um gerente. Na ocasião mostrou interesse em comprar um veículo que era uma motocicleta BMW de alta cilindrada e o proprietário ele chegou a fornecer a motocicleta para que ele levasse pra casa, desse uma volta e depois retornasse com a motocicleta. No dia marcado para ele retornar com a motocicleta  ele não apareceu, a vítima entrou em contato com ele, marcaram uma nova data, ele demorou um pouco mas apareceu, fez uma proposta pra vítima, a vítima não aceitou a proposta e orientou que ele deixasse a moto no local onde ele pegou. Ele entregaria a moto somente com o pagamento do valor completo da motocicleta. A vítima virou as costas e foi atender outros clientes achando que ele ia deixar a motocicleta. Ele não deixou a motocicleta, desapareceu com ela e depois disso a vítima não teve mais notícias dele", narra o delegado Luciano Alcântara titular da Polinter.

A moto é importada, ano 2014. No mercado custa em média R$ 25 mil. O delegado negativou o veículo nos sistemas de pesquisa da Polícia. No dia 27 de julho a moto foi apreendida pela PM do Pernambuco  no município de Cabrobó. A prisão do advogado Max Nilsen foi destaque no noticiário local. Autuado por receptação ele teria mentido sobre a aquisição da moocicleta.

"Lá ele conta outra versão de que teria comprado a motocicleta de um corretor em Teresina. O que não bate com a história verdadeira que a vítima que repassou o seu veículo pra ele", acrescenta o delegado.

Max Nilsen foi solto mediante pagamento de fiança. Ele tem 49 anos, é regularmente inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil secção Piauí, e de acordo com a investigação se utiliza da profissão para conquistar a confiança das vítimas. Após a prisão, a Polinter descobriu que ele aplicou outro golpe semelhante na cidade de união.

"Se valendo na confiança que a pessoa tinha na família dele, ele pegou esse outro veículo veículo alegando que ia comprar , desapareceu com o veículo e após um tempo a vítima começou a procura-lo e ele não aparecia não dava sinal de vida. O veículo foi encontrado também em uma cidade do Ceará e quando foi pega a motocicleta, a vítima do veículo também entrou em contato coma  vítima da motocicleta e conseguiiu recuperar também o seu veículo", completou o delegado. 

O inquérito na Polinter está sendo finalizado. A OAB deve ser informada sobre o resultado. Max será indiciado por furto mediante fraude.

A OAB Piauí informa que a situação de Max Nilsen junto a ordem é regular mas acrescenta que a seccional Piauí está em contato com agentes policiais de Pernambuco para saber que medidas devem ser adotadas.

Reportagem de Tiago Melo (TV Cidade Verde)
Rayldo Pereira (Da Redação)
rayldopereira@cidadeverde.com

Imprimir