Cidadeverde.com
Geral

Polícia descobre nova droga no Piauí mais letal que o crack: Oxi

Imprimir

A polícia Rodoviária Federal (PRF) está em alerta para a possibilidade da entrada de uma nova droga no estado. Trata-se da "Oxi" ou oxidato, uma variante do crack. A droga é mais barata e ainda mais letal que o crack.
 




No último dia 04 de junho foram apreendidos no Pará 23 kg da droga, segundo a polícia, essa variante do crack teria sido descoberta no Acre na fronteira com a Bolívia. 
 

A diferença dela para o crack está na elaboração do produto, em vez de adicionar bicarbonato e amoníaco ao cloridrato da cocaína os traficantes adicionam querosene e cal virgem. A droga tem uma coloração mais amarelada ou mais branca, dependendo da quantidade de querosene a cal usada na preparação. 
 

Segundo o inspetor Francisco Sobrinho, um levantamento feito pela polícia é mais letal que o crack. “As pesquisas mostram que os usuários vão a óbito em menos de um ano. Isso ocorreu com 30% dos usuários”, disse Sobrinho.
 

O policial disse também que os traficantes fizeram a droga pesando em atingir as praças com menor poder aquisitivo. “Mas a polícia está em alerta e integrada nacionalmente para coibir a entrada do produto no estado. Estamos mapeando os possíveis pontos de entrada e vamos intensificar as fiscalizações, bem como integrados com os demais estados para a troca de informações”.
 

Apreensões
Ainda de acordo com a PRF, nos últimos meses foram apreendidos no Piauí pela corporação10 kg de cocaína, 8,15 kg de crack e 12 kg de maconha. Em termos de Brasil, a situação é ainda mais alarmante, os dados apontam a apreensão de 2.800 kg de cocaína, 406 kg de crack e 29.841 kg de maconha.



 

O que mais assusta as autoridades é grande quantidade de crack e cocaína, o que confirma a preferência do Brasil pelos traficantes de drogas.
 


Adriana Cláutenes Lemos (especial para o cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com

 

 

 

 

Imprimir