Cidadeverde.com
Entretenimento

Jorge Mautner surpreende e canta com Validuaté no Festival Lusófono

Imprimir

O cantor e poeta Jorge Mautner, 69 anos, surpreendeu o público teresinense ao subir ao palco, antes do show, e cantar junto com a banda Validuaté no encerramento do Festival de Teatro Lusófono. Ele cantou a música “Super bonder” da banda piauiense que homenageia o artista com a letra “Ei mãe, quando eu crescer eu quero ser o Jorge Mautner”.


Fotos: Yala Sena/Cidadeverde.com

Com a letra da música na mão, Mautner acompanhou a banda e leu trechos acompanhado de Thiago e José Quaresma. Quando encerrou, ele disse: “Que bom retornar o Piauí após 10 anos. Esse Piauí da Serra da Capivara, de Sete Cidades, de Torquato Neto e agora desse maravilhoso grupo Harém”.


Após o show, Mautner disse que ficou emocionado com a homenagem e brincou: “Quando eu crescer quero ser o Jorge Mautner e a mãe deles vão dizer: o que é isso?”, disse rindo.  “Essa garotada é genial. Eles são ótimos, excelentes” disse o cantor.






No show, Mautner cantou repertório desde o “Kaos ao revirão” com seu violino e ficou no Espaço Cultural Trilhos conversando com o público.


Filme

A vida de Jorge Mautner vai virar filme produzido pelo jornalista e apresentador Pedro Bial. O nome será “O filho do Holocausto”, baseado na autobiografia homônima do músico, e tem previsão de ser lançado em março de 2011.


“O filme se baseia em minhas memórias. Fala de shows e entrevistas. Está o máximo e Pedro Bial fez um trabalho extraordinário”, disse Mautner. O longa terá participação de Caetano Veloso e Gilberto Gil. Terá músicas como o “Vampiro” (Caetano Veloso), “Maracatu atômico” (Gilberto Gil e Chico Science & Nação Zumbi), Cinco Bombas atômicas, Os Pais, Relógio quebrado.


Serra da Capivara

Mautner destacou os estudos feitos no Parque Nacional da Serra da Capivara para comprovar as origens do homem americano.


“O Piauí é uma imensidão como o coração dos piauienses. Há 10 anos fiz show aqui e de lá pra cá Teresina explodiu e a garotada está com tudo. O maior mistério está aqui. O Brasil metade é a Amazônia e a outra metade são os Cerrados. Já foi comprovado pela Academia de Ciências Mundial que o ser humano, nós, nascemos na Serra da Capivara”, disse.






Novo trabalho

O novo CD do músico terá a participação do maracatu Estrela de Ouro Aliança, de Nazaré da Mata (PE). Mautner disse que o trabalho tem o apoio do Pontão de Cultura de Nazaré da Mata com o mestre Duda.


“Ficou um trabalho lindo. Foi gravado ao vivo, ao ar livre e tivemos o máximo de cuidado na mixagem para ter um som autêntico e o mais contemporâneo e moderno maracatu”, disse.










Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Imprimir