Cidadeverde.com
Geral

Desembargador marca 1ª audiência de Eliardo Cabral e Marcelo Castro

Imprimir
A primeira tentativa de conciliação entre o deputado federal Marcelo Castro (PMDB) e o promotor de Justiça Eliardo Cabral está marcada para o próximo dia 1° de outubro. A audiência diz respeito ao processo por calúnia, injúria e difamação movido pelo deputado contra o promotor.


No despacho, o relator da ação, desembargador Fernando Carvalho Mendes, determinou que o processo siga em segredo de justiça. A audiência preliminar está marcada para as 9h, no próprio gabinete do relator, no Tribunal de Justiça do Piauí. Caso as partes não possam comparecer, dentro do prazo de cinco dias devem enviar outra opção de dia e horário para a realização da audiência.

Fernando Carvalho ressaltou no documento que o promotor de justiça pode se "retratar cabalmente" das acusações de calúnia ou difamação em qualquer momento antes da sentença. 

Print do processo

Em outra oportunidade, Marcelo Castro afirmou que ao mover o processo a intenção é que o promotor prove todas as afirmações que fez sobre ele e o partido, relativas ao caso Fernanda Lages. "Ele vai ter espaço para provar tudo que ele disse contra mim e o PMDB. Ele vai ter que fazer isso na Justiça", explicou o deputado federal.

O parlamentar acredita que teve a imagem maculada por Eliardo Cabral e associada injustamente ao caso da estudante de direito morta no dia 25 de agosto de 2011. A ação foi impetrada no dia 28 de fevereiro deste ano.



Em resposta, o promotor disse que seu advogado é Jesus Cristo e nega que tenha feito qualquer afirmação contra o deputado. "Sequer considero ele um figurão, nunca o relacionei ao caso Fernanda Lages", destacou o promotor, ao ser questionado sobre a ação, em março deste ano.

No mês seguinte, o promotor de Justiça, Eliardo Cabral, anunciou ação contra o político porque se sentiu ofendido com as declarações e com ação judicial movida pelo parlamentar contra ele. 

Matérias relacionadas:

Jordana Cury
Imprimir