Cidadeverde.com
Geral

Meteorologia alerta para novo temporal no Piauí nesta 6ª feira

Imprimir

Foto: Enviada ao Whatsapp da Rádio Cidade Verde

A chuva que caiu em Teresina durante a noite desta quinta-feira até a madrugada de hoje (5) chegou a 63 milímetros, segundo registro do pluviômetro Cemaden Norte.

Segundo a meteorologista da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), Sônia Feitosa, a partir de 20 mm a chuva já é considerada grande em termos de quantidade, mas é a intensidade que define os níveis de estragos e transtornos. 

"Em Teresina, o solo já está muito saturado, tanto que o nível dos rios Poti e Parnaíba está subindo. Às vezes chove 50 mm e não há transtornos, porque não foi uma chuva tão intensa", esclarece Sônia.

Ela acrescenta que nas três estações meteorológicas pesquisadas em Teresina, os volumes registrados nas últimas 24 horas foram: 

- 68,4 mm no Jacinta Andrade, zona Norte
- 47,8 mm no Ilhotas, Centro Sul
- 54 mm no Bairro dos Noivos, zona Leste

Alerta de novo temporal

Sônia acrescenta que em Parnaíba, choveu 87,2 mm. Já o professor de climatologia Werton Costa alerta para a cidade de Oeiras, onde choveu 217 mm.

"Choveu generalizado em todo o Piauí e temos novamente um alerta para esta sexta-feira. Até no sul vai chover bem forte, mas no norte do estado é onde vai chover mais", afirma Sônia.

O professor Werton explicou ao Cidadeverde.com que o alerta amarelo de hoje nas regiões Norte e Centro-Norte serve para avisar à Defesa Civil sobre uma possibilidade de chuva forte, que pode ou não se concretizar. 

Ele ressaltou que o mês de abril está caminhando para uma média histórica e que, se as chuvas intensas permanecerem até maio, poderemos chegar aos mesmos volumes de 2009, quando grande parte de Teresina ficou alagada e a Barragem de Cocal se rompeu.

Foto: Hérlon Moraes / Cidadeverde.com

"Os volumes de 2009 se aceleraram de abril para maio. Por enquanto, temos março que estravazou a média em muitos municípios, e abril que está caminhando para ser histórico. Para chegar ao padrão de 2009 seria preciso que as chuvas continuassem até maio ou que abril seja extremamente surpreendente", declarou o professor de climatologia.

Sônia Feitosa confirmou que os meses de março e abril deste ano estão entre os mais chuvosos da história do estado e que já superaram os volumes registrados em 2018. "Está chovendo muito mais", disse.

Previsões

A meteorologia afirma que as chuvas intensas devem permanecer pelo menos até o domingo. Depois disso, devem ficar mais amenas, por alguns dias, mas depois devem voltar a se intensificar. 

Nesses próximos dias, as chuvas cairão a qualquer hora do dia, mas Sônia explica que, por causa do calor, devem acontecer com mais frequência à noite.


Jordana Cury
jordanacury@cidadeverde.com

Imprimir