Cidadeverde.com
Esporte

Com foco na luta contra 4º rebaixamento, Vasco visita o Grêmio

Imprimir

Técnico irritado na entrevista coletiva, um jovem goleiro chorando após falha e jogadores sendo abordados na porta do centro de treinamento. Não bastassem os resultados frustrantes dentro de campo, o Vasco demonstra um abalo psicológico naquela que agora já se torna uma dramática temporada.

Eliminado da Copa Sul-Americana para o Defensa y Justicia (ARG), dentro de São Januário, três dias depois de sofrer uma acachapante derrota por 4 a 1 para o Ceará, também em casa, pelo Campeonato Brasileiro, o Cruz-maltino precisa agora encontrar forças para reagir na competição nacional, a única que restou pela frente e na qual se encontra em situação delicada, na zona do rebaixamento, ocupando a 17ª colocação.

Ou seja, a meta no momento é evitar o que seria o quarto rebaixamento em sua história.

E como a retomada é urgente, o Vasco tem o Grêmio como seu primeiro desafio. A partida acontece neste domingo (6), às 16h, em Porto Alegre (RS), pela 24ª rodada da competição nacional.

Internamente, o ambiente também não favorece. O clube vive uma guerra política e a eleição para definir quem será o presidente a partir de 2021 segue com batalhas na Justiça, a próxima marcada para o dia 17 de dezembro.

Atual mandatário, Alexandre Campello também sofre pressão e é um dos principais alvos dos protestos dos torcedores, inclusive ontem (4), quando foi motivo de uma faixa do lado de fora do estádio o chamando de "pior presidente da história" e "doutor Pinóquio".

Com gols perdidos e uma atuação para esquecer, o atacante Ribamar também tem sido um dos mais criticados e sua saída foi cobrada em uma pichação no centro de treinamento do clube em Jacarepaguá, na Zona Oeste (RJ).

Capitão da equipe, o zagueiro Leandro Castan admitiu o momento ruim da equipe, mas frisou que não fará "caça às bruxas" publicamente.

"A gente sabe que precisa melhorar muito. Não está tudo bem. Não posso vir aqui e acusar A, B ou C, isso a gente faz no vestiário. Mesmo que perca 500 gols aqui, eu vou defender, a cobrança vai ser lá dentro, não vou fazer show. Vamos fazer de tudo para dar a volta por cima na temporada", disse à Conmebol TV.

Para encarar o Grêmio, o técnico Ricardo Sá Pinto não poderá contar com o centroavante Cano, com Covid-19, e com o volante Andrey, suspenso. Em compensação, terá o retorno do goleiro Fernando Miguel e do atacante Talles Magno.

Do outro lado, o Grêmio vive seu melhor momento na temporada. A equipe de Renato Gaúcho não perde há 15 partidas entre os três torneios que está disputando. No Brasileirão, são seis vitórias e dois empates na sequência invicta. Com isso, pode até assumir nesta rodada um lugar na zona de classificação para a Libertadores.

Para encarar o Vasco, alguns jogadores serão preservados, já que o Grêmio enfrenta o Santos na próxima quarta-feira (9) pelas quartas de final da Libertadores.

O goleiro Vanderlei e o zagueiro Kannemann estão fora, enquanto o meia Jean Pyerre sentiu uma pequena lesão contra o Guaraní-PAR, quinta-feira passada, e também não atuará.

BRUNO BRAZ
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) 

Imprimir