Cidadeverde.com
Esporte

Cristiano Ronaldo não treina no United pelo 2º dia e aumenta rumores sobre saída

Imprimir

Cristiano Ronaldo novamente foi ausência nos treinos do Manchester United nesta terça-feira, aumentando os rumores sobre uma possível saída do clube inglês.

Alegando "motivos pessoais", o astro não se reapresentou pelo segundo dia consecutivo e foi visto entrando no centro de treinamentos da seleção portuguesa, em Lisboa, pela manhã.

A imprensa britânica especula a saída de Cristiano Ronaldo do Manchester United desde o fim da última temporada. Com o time fora da Liga dos Campeões, o atacante de 37 anos teria o desejo de aproveitar seus últimos anos nos gramados disputando o principal torneio de clubes da Europa.

No domingo, o jornal The Times informou que Cristiano Ronaldo comunicou a diretoria do Manchester United do seu desejo de jogar por uma nova equipe na próxima temporada.

Uma saída, porém, só acontecerá se o clube inglês receber uma "proposta satisfatória" de uma equipe que vá disputar a Liga dos Campeões.

Nesta terça-feira, o The Guardian publicou uma matéria afirmando que o Chelsea estuda fazer uma oferta pelo craque. Jorge Mendes, agente de Cristiano Ronaldo, se reuniu com o empresário Todd Boehly, novo co-proprietário do clube londrino, no último mês e teria oferecido o astro. 

A formalização de uma proposta vai passar pelo crivo do técnico Thomas Tuchel. Neymar também é especulado no time inglês, mas a contratação de ambos é pouco provável pelas altas cifras envolvidas.

Internamente, o Chelsea debate qual seria o impacto de Cristiano Ronaldo na equipe. Apesar de ter marcado 24 gols em 38 jogos na última temporada, o estilo do gajo, apostando no bom posicionamento para balançar as redes, contrasta com o ataque de grande movimentação e fluidez que o time londrino busca implementar. 

A título de comparação, o belga Romelu Lukaku, contratado para ser a estrela do setor ofensivo da equipe, não conseguiu se adaptar e acertou seu retorno à Inter de Milão.

Cristiano Ronaldo acertou o seu retorno ao Manchester United há cerca de um ano, quando se despediu da Juventus depois de três temporadas, período no qual conquistou dois títulos do Campeonato Italiano, da Copa da Itália e da Supercopa da Itália. 

Foi pelo clube inglês, na temporada 2007-2008, que ele conquistou pela primeira vez o título da Liga dos Campeões da Europa e o prêmio de melhor jogador do mundo pela Fifa antes de se tornar um dos melhores da história com a camisa do Real Madrid.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir