Cidadeverde.com
Geral

Vídeo pode mostrar 3ª pessoa envolvida na morte em Corrente

Imprimir

O delegado de Corrente, Osvino Queiroz, disse que até o final do dia estará encerrando o inquérito do assassinato da professora Adriana Macedo dos Santos, 24 anos, morta na última terça-feira(08), pelo ex-namorado, o também professor e advogado Arnaldo Alves Messias, 35 anos, no pátio da Faculdade onde lecionavam em Corrente.

Segundo o delegado, a gravação de uma câmera de segurança está sendo periciada para tentar descobrir a identidade para uma terceira pessoa, que teria ajudado o professor no planejamento do encontro, que culminou na morte de Adriana.
 
 “Temos a gravação da câmera de segurança do posto de gasolina, que pouco tempo antes o advogado teria abastecido com um passageiro. Estamos tentando descobrir se essa pessoa poderá ser a terceira que estamos procurando”, destacou o delegado.
O professor teria ido ao posto de combustível antes de chegar ao local do crime. Nenhuma pista dessa possível terceira pessoa teria sido encontrada no celular do acusado, de acordo com o delegado.
 
 
 

Arnaldo estaria internado em Brasília e já teria passado por duas cirurgias

 
 
O inquérito será encerrado hoje e a prisão preventiva do professor solicitada pela polícia. Osvino Queiroz disse que teve notícias do acusado internado em Brasília e que já teria passado por duas cirurgias.
 
Matérias relacionadas:
 
 
Caroline Oliveira
Tags:
Imprimir