Cidadeverde.com
Entretenimento

Modelo raptada para ser vendida retorna à Inglaterra

Imprimir

A modelo britânica que foi sequestrada em 11 de julho em Milão voltou para a Inglaterra ontem. Chloe Ayling, de 20 anos, foi à cidade italiana a pretexto de participar de um ensaio fotográfico. Mas, segundo a polícia local, logo ao chegar foi dopada e raptada.

Os sequestradores injetaram em Ayling uma droga chamada ketamina, um analgésico forte. Em seguida, botaram a modelo em uma sacola, dentro do porta-malas de um carro, e a levaram para a cidade de Borgial, perto de Turim. Lá, a mantiveram em cativeiro por seis dias, algemada a uma cômoda de madeira em um quarto.

O objetivo do sequestro ainda não está claro para as autoridades: fala-se que a modelo seria "vendida" em um leilão online, mas também que seus sequestradores pediriam resgate à família.

Ayling foi libertada em 17 de julho, em Milão, perto do consulado britânico. Logo depois, a polícia prendeu Lukasz Pawel Herba, polonês de 30 anos que vive na Itália.

A modelo disse que temeu por sua vida durante a terrível experiência. Já Herba afirmou que a soltou porque ela tem um filho pequeno e que tais sequestros estavam proibidos pela “Morte Negra”, uma rede clandestina que atua na internet e da qual ele faria parte. A polícia italiana disse não estar segura da existência desta rede.

Fonte: O Globo

Imprimir