Cidadeverde.com

Samba, Rock e Reggae marcam terceira noite do Festival de Inverno de Pedro II

  • fest24.jpg Divulgação
  • fest23.jpg Divulgação
  • fest22.jpg Divulgação
  • fest21.jpg Divulgação
  • fest20.jpg Divulgação
  • fest19.jpg Divulgação
  • fest18.jpg Divulgação
  • fest17.jpg Divulgação
  • fest16.jpg Divulgação
  • fest15.jpg Divulgação
  • fest14.jpg Divulgação
  • fest13.jpg Divulgação
  • fest12.jpg Divulgação
  • fest11.jpg Divulgação
  • fest10.jpg Divulgação
  • fest09.jpg Divulgação
  • fest08.jpg Divulgação
  • fest07.jpg Divulgação
  • fest06.jpg Divulgação
  • fest05.jpg Divulgação
  • fest04.jpg Divulgação
  • fest03.jpg Divulgação
  • fest02.jpg Divulgação
  • fest01.jpg Divulgação
  • fes02.jpg Divulgação

Milhares de pessoas se embalaram no mesmo ritmo, cantando e se divertindo ao som de três gêneros musicais diferentes, na terceira noite do Festival de Inverno de Pedro II. Foi assim que uma multidão interagiu com o samba do cantor Diogo Nogueira, do reage do grupo Cidade Negra e do Pop Rock da banda Oitavo Resgate, nesse sábado (17). O maior público do Festival de Inverno de 2017 deixou a Praça da Bonelle pulsando de alegria.
 
A noite começou efervescente, com o melhor do rock feito pelos talentosos piauienses que formam a banda Oitavo Resgate. Além de singles internacionais, a banda tocou muitos sucessos nacionais. No final, o público foi ao delírio com “O tempo não para”, de Cazuza, e “Que país é esse”, de Legião Urbana.
 
Em seguida, tomou conta do Palco Opala o cantor e compositor carioca Diogo Nogueira, para mostrar a beleza do samba de raiz. No repertório, grandes sambas e alguns sucessos do jovem compositor, herdeiro de um dos bambas brasileiros, João Nogueira. Simpático e muito inspirado, Diogo Nogueira fez todo mundo cair no samba, literalmente.
 
A festa já estava boa e ficou ainda melhor com a energia, o ritmo e a musicalidade da banda Cidade Negra. Consagrada no país pelas músicas contagiantes, os cariocas de Belfort Roxo não deixaram ninguém parado com um show irretocável. O vocalista Tony Garrido fez de tudo: encenou, fez brincadeiras, homenageou o Piauí, Pedro II e falou de paz e amor.
 
Pela primeira vez em Pedro II, a professora Carmen Braga, de Parnaíba, disse que gostou muito do Festival. “Foi uma experiência muito diferente. Viemos em uma turma de 10 de pessoas de Parnaíba, alugamos uma casa e essa experiência foi muito gostosa”, revela. 
 
Já o comerciante de Tianguá (CE), Cristiano Vasconcelos, veio outras vezes ao evento. “É uma coisa diferente porque é muito bem organizado, as atrações são diferenciadas, a organização é 100%, e principalmente, o aconchego e o modo como você é tratado é muito bom”, frisa. 

Confira a programação deste domingo (18)
Palco Opala - Praça da Bonelle
21h- Banda Retrô - Pedro II
23h - As Fulô do Sertão (PI)
0h30 - Chambinho do Acordeon (PI)