Cidadeverde.com

Homem preso por estuprar e tentar matar afilhada é transferido para Picos

O acusado de estupro e de dupla tentativa de homicídio em Inhuma, Francisco Alves de Missias, foi transferido para a penitenciária José de Deus Barros, na cidade de Picos, no último dia 29. Ele estava detido no Maranhão desde maio e foi indiciado pelos crimes que teriam ocorrido em dezembro de 2014. 

Segundo o titular da delegacia de Inhuma, Máycon Braga, responsável pela investigação, Zé de Biê, como Francisco é conhecido na região, abusou sexualmente da sua afilhada de apenas 8 anos. “A mãe da criança tinha ido viajar e deixou sua filha aos cuidados dos padrinhos. Certo dia, a criança relatou para uma vizinha que seu padrinho havia a molestado. Este se enfureceu, pois soube que a vizinha tinha divulgado o caso na região e resolveu invadir sua casa armado de um revólver. Lá ele desferiu um tiro contra a afilhada, mais não a acertou e esta conseguiu pular a janela. Depois atentou contra a vizinha lhe dando um tiro no pescoço, só que a mesma acabou sobrevivendo e relatando o caso a polícia”, descreve. 

Braga explica que em março deste ano, quando assumiu a responsabilidade também pelo município de Inhuma, deu prioridade ao caso. “Minha equipe e eu fizemos várias diligências nas cidades da região e conseguimos descobrir em maio, na cidade de Elesbão Veloso uma informação de que o mesmo estava escondido em Imperatriz. Lá mesmo do local da informação, pesquisei na internes o telefone da delegacia de Imperatriz, entrei em contato com o delegado regional e passei via WhatsApp, o mandado de prisão, foto do agressor e o endereço”, narra. De março até o final de julho, Zé de Biê, esteve recluso no Maranhão.

 

 

No mesmo dia, o delegado do Maranhão fez a prisão do acusado que estava trabalhando em uma fazenda. “Agora ele está à disposição da Justiça de Inhuma, preso na Penitenciária de Picos e responderá  por estupro de vulnerável e dupla tentativa de homicídio”, informou o delegado. “Com essa prisão, todos os crimes de estupro da região de Inhuma e Ipiranga na minha gestão, estão desvendados com o criminoso preso”, acrescenta.

 

Carlos Lustosa Filho
carloslustosa@cidadeverde.com

Quatro presos aproveitam falta de policiais em guarita e fogem de presídio

Quatro detentos da penitenciária João de Deus Barros em Picos conseguiram fugir do pavilhão D neste sábado por volta do meio-dia. Eles teriam aproveitado a falta de policial militar na guarita para escaparem por um buraco feito na laje. 

De acordo com o diretor da unidade, Sinval Hipólito Gonzaga, eles cavaram um buraco na parede do pavilhão com estilete e depois outro da laje para a parte de fora do pavilhão. “O buraco era pequeno, mas passou um então os outros foram também. O segundo buraco fizeram no final do pavilhão D e lamentavelmente não tínhamos policial militar nesse horário na guarita, por isso só descobrimos quando o agente foi fazer a contagem dos presos”, destacou o diretor. 

O diretor explica que durante seis horas por dia fica sem militares na guarita por falta de efetivo. “Já oficiamos ao juiz de execuções penais, ao comandante do 4º Batalhão, coronel Vagner Torres, que afirma não ter efetivo para nos mandar. Enquanto isso, o preso que passa 24 horas penando como fugir, observa essa falha e aproveita”, lamenta. 

Ele disse que são cinco policiais militares se revezando num plantão a cada duas horas nas guaritas e um sexto que é o comandante, mas não faz a vigilância. 

Sobre os presos que fugiram, o diretor afirma que apenas um é de Picos, os outros são de Paulistana, Jaicós e Betânia do Piauí. Fugiram: Patrick Wedney Borges Leal de Picos, acusado de furto; Edmar da Silva Lopes, de Paulistana, preso por tráfico de drogas; Pedro Henrique de Moraes, natural de Jaicós, acusado de latrocínio e Arionaldo de Jesus Silva suspeito de homicídio em Betânia do Piauí. 

“Nós já entramos em contato com policiais em Paulistana e da Rodoviária Federal para que fiquem alerta e também estamos fazendo diligências em Picos com os policiais militares para tentar recapturá-los”, afirmou Sinval Hipólito. 

Atualmente o presídio possui 404 detentos e a capacidade era de 144. “Estou aqui de segunda a segunda. No ano passado conseguimos abortar uma fuga de 12, mas essa infelizmente não obtivemos êxito. Vou solicitar ao secretário (de Justiça) para que tenha uma audiência como comandante geral da PM para que possamos ter militares 24 horas por dia e que seja colocada chapas de aço nas paredes do presídio que hoje são de tijolos”, sugere o diretor da unidade prisional. 

 


Caroline Oliveira
carolineoliveira@cidadeverde.com

Vereador é esfaqueado em Teresina, dirige até o hospital e vai para a UTI

Atualizada às 17h14

O irmão do vereador informou que ele acordou no início da tarde dessa sexta-feira (31), após mais de cinco horas sedado devido à cirurgia para conter a hemorragia decorrente do golpe de faca. Ele está reagindo bem e já conversa com os familiares. Segundo seu irmão, ele não corre mais risco de morrer. 

Matéria original

O vereador do município de Picos José Luís de Carvalho, mais conhecido como Irmão Zé Luis (PSB), está internado na UTI do Hospital Prontomed, em Teresina, desde a noite de ontem (30). Nesta quinta-feira, o vereador foi esfaqueado durante uma tentativa de assalto no Centro de Teresina.

O irmão do vereador, o secretário de recursos públicos de Picos, Elisomar de Carvalho, informou que Zé Luís parou em um semáforo da Avenida Antonino Freire, próximo ao Palácio de Karnak, quando um grupo de adolescentes atirou uma pedra contra o carro do vereador.

"Eles jogaram uma pedra e quebraram o vidro do carro. Ele se assustou, aí eles se aproximaram e anunciaram o assalto. Ele já foi descendo do carro, para entregar o que eles quisessem, mas nesse momento eles já deram um golpe na barriga", informou.

Segundo ele, os suspeitos fugiram e seu irmão conseguiu voltar ao veículo e dirigir até um hospital próximo. Ele passou por cirurgia para conter o sangramento intenso. Devido à grande perda de sangue, o secretário informou que Zé Luís teve uma brusca queda de pressão e sofreu início de parada cardíaca.

"Ele teve um princípio de parada, mas foi controlado, ele reagiu e agora está sedado na UTI. Os médicos informaram pra gente que ele está estável no momento, reagindo bem", disse.

O vereador tem 46 anos, é casado e tem dois filhos. Sua família o acompanha no hospital e aguarda sua recuperação. 

 

Maria Romero
redacao@cidadeverde.com

Paradas em 2011, obras do hospital de Picos devem reiniciar em setembro

As obras do novo hospital de Picos, paralisadas desde 2011, serão retomadas até setembro. Essa foi a pactuação firmada entre o secretário de Estado da Saúde, Francisco Costa; o deputado federal, Assis Carvalho; o superintendente Regional da Caixa Econômica Federal, Emanuel Veloso Filho, e a assessora jurídica, Ana Cecília, durante reunião realizada nesta quinta-feira (30), na Secretaria de Estado da Saúde.

“Estamos fazendo essa pactuação junto a Caixa e a Procuradoria Geral do Estado, no sentindo de retomarmos esta obra o mais rápido possível, para que a população possa usufruir prontamente os serviços de saúde”, enfatiza Costa, enfatizando que é prioridade a reestruturação da rede hospitalar estadual.

“A retomada de obras, como a construção de 10 leitos de UTI Neonatal e 10 leitos de Cuidados Intermediários Neonatal (UCIN), no Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano, assim como a construção de 30 leitos de UTI e UCIN, no Hospital Regional Justino Luz, em Picos, são amostras da melhoria nos hospitais do Estado”, afirma.

Com maior capacidade de atendimento e de resolutividade, o novo hospital de Picos deverá atender a uma população estimada de 500 mil pessoas do território Vale do Rio Guaribas. Pelo projeto final, o novo hospital terá 250 leitos e será o Centro de Referência Médica de Picos. Para retomar as obras, os recursos já estão garantidos: são R$40 milhões, sendo R$35 milhões de emenda parlamentar do deputado Assis Carvalho e R$ 5 milhões de recursos do Tesouro Estadual.

O hospital deve ser construído em duas etapas.  Na primeira, serão construídos 50 leitos, salas de cirurgias e UTIs, no primeiro pavimento. No projeto final, serão 250 leitos em três pavimentos. 

 

Da Editoria de Cidades
redacao@cidadeverde.com

Suspeito de matar taxista com 18 facadas em Picos é preso pela polícia

Nascimento Ferreira Lima, 34 anos, foi preso na madrugada desta quinta-feira (30), suspeito de assassinar o taxista Raimundo Joaquim Manoel da Silva, 67 anos, na noite da última terça-feira (28), em Picos (305 Km de Teresina). Ele foi localizado na casa de sua irmã, no município de Marcolândia. 

De acordo com o Coronel Wagner Torres, do 4º BPM de Picos, a prisão foi feita em conjunto com a Polícia Civil do município. A polícia foi informada de que o homem estaria escondido na casa de sua irmã e foi então localizado e preso durante a madrugada. 

O Coronel informou que a vítima, que era motorista de táxi e trabalhava no Terminal Rodoviário Zuza Baldoíno, em Picos, foi atingida com cerca de 18 golpes de faca, em um assalto durante uma corrida realizada por volta das 21h de terça. 

O suspeito é natural do Ceará e deixou, no táxi da vítima, uma mochila e uma mala que puderam ajudar a polícia a localizá-lo. Raimundo ainda chegou a pedir socorro em um Posto Fiscal e foi atendido, mas não resistiu e morreu a caminho do hospital. 

 

Maria Romero
redacao@cidadeverde.com

Taxista é assassinado com golpes de faca ao reagir a assalto em Picos

Um taxista de 67 anos foi assassinado na noite de terça-feira (28) em um trecho da BR-020 na cidade de Picos, a 305 quilômetros de Teresina. Identificada como Raimundo Joaquim Manoel da Silva, a vítima foi atingida com golpes de faca durante uma corrida. Segundo informações da Polícia Militar, o suspeito fugiu para Parambu, no interior do Ceará.

De acordo com o capitão Richarle França, da Polícia Militar, após ser esfaqueado, Raimundo Batata, como era mais conhecido, ainda conseguiu pedir socorro antes de morrer vítima dos golpes. Ele sofreu perfurações no pescoço e no abdômen, além de várias lesões pelo corpo.

"Por volta de 21h30, o taxista retornou ao Posto Fiscal de Três Morrinhos pedindo ajuda todo ensanguentado. O motorista de um caminhão, a pedido de uma senhora dona de uma lanchonete, resolveu ajudar. Ele levou carro até encontrar uma viaura do SAMU. Os profissionais prestaram socorro e levaram a vítima para o hospital, mas ele já chegou sem vida lá", contou o policial militar.

Policiais militares fizeram diligências logo após o crime e descobriram que o responsável pelos golpes fugiu em direção à cidade cearense de Parambu. Antes de fugir, ele esqueceu uma mochila e uma mala no táxi da vítima. "Esse material está com a Polícia Civil. Nele, devem ser encontrados indícios que possam identificar as digitais do suspeito", disse o capitão França.

Raimundo Batata trabalhava como taxista no Terminal Rodoviário Zuza Baldoíno, em Picos. 

Flávio Meireles
flaviomeireles@cidadeverde.com

Homem é preso suspeito de estuprar garoto deficiente mental em Picos

Um homem de aproximadamente 30 anos foi preso nesta quinta-feira (23) suspeito de estuprar um jovem de 14 anos com problemas mentais no município de Picos (306 Km de Teresina). De acordo com o delegado Divanilson Sena, a família da vítima já havia registrado Boletim de Ocorrência contra o suspeito, que foi preso em flagrante. 

A família fez o registro da ocorrência há cerca de 15 dias, quando teria ocorrido o último estupro. Nesta ocasião, o adolescente passou por exame de corpo de delito e, segundo o delegado, o médico legista confirmou a deficiência mental sofrida pelo jovem, o que caracteriza o estupro de vulnerável. 

"Os familiares contam que os abusos já aconteciam há alguns meses e o último contato entre os dois teria sido há quinze dias. Aguardamos ainda o laudo médico, mas os legistas já adiantaram a informação sobre o abuso sofrido", informou. 

O delegado conta que o homem foi preso em flagrante por policiais militares da cidade. No dia de ontem, o suspeito ligou diversas vezes para a vítima com o intuito de atraí-lo até sua casa. O adolescente conseguiu relatar à polícia que o suspeito estava sem roupas. 

"Ele ficou despido e pediu que o menor praticasse sexo oral. Nesse momento ele correu e o suspeito correu atrás, foi quando os policiais fizeram a prisão", informou. 

Sena informou que o suspeito é casado e tem uma filha. Não há qualquer relato anterior de abusos cometidos por ele ou registro de passagem pela polícia. Ele está detido na Central de Flagrantes de Picos e será encaminhado à Penitenciária Regional localizada no município.  

 

Maria Romero
redacao@cidadeverde.com

CRM diz que interdição de hospital é para segurança da população

  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI

Em entrevista ao Notícia da Manhã, desta terça-feira (21), o presidente do Conselho Regional de Medicina do Piauí (CRM-PI), Emmanuel Fontes, comentou sobre o indicativo de interdição ética do Hospital Regional Justino Luz (HRJL), em Picos. Caso a atividade médica seja suspensa, moradores de 60 municípios, o que compreenderia em média 500 mil pessoas, ficariam prejudicadas. 

O médico explica que a intenção é oferecer condições para que o ato médico seja seguro para a população.

“A situação é muito grave. Se uma criança nasce com dificuldades de respiração ou é acometida com outro problema respiratório, em qualquer fase da idade, ela não terá condições de vida. Uma vítima de acidente grave também não terá como ser atendida, pois não adianta ter médicos, se não tiver aparelhos adequados. Existem equipamentos no hospital com 40 anos e que são imprescindíveis para o ato cirúrgico”, explica o diretor do CRM-PI. 

O ofício relatando as falhas foi entregue ao diretor técnico do hospital, Francisco Dortelázio Bezerra, na semana. A vistoria ocorreu no mês de maio e o CRM-PI concedeu o prazo de 30 dias para que sejam apresentadas mudanças emergenciais e um plano para cumprimento de todas as recomendações.

“Se o prazo não for cumprido isso interfere em algumas situações. Com a interdição, nenhum médico poderá trabalhar enquanto a situação não for regularizada. Os processos burocráticos para viabilizar a correção das falhas podem ser antecipados”, reitera o presidente. 

A Secretaria de Saúde informou, através de nota, que enviou uma equipe de técnicos hoje ao hospital para ajuste de programas federais. 

 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Hospital de Picos pode ser interditado em 30 dias

  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI
  • CRM-PI

O Conselho Deliberativo do Conselho Regional de Medicina do Piauí – CRM-PI aprovou em votação nesta semana, após análise do relatório de vistoria, o Indicação de Interdição Ética no Hospital Regional Justino Luz (HRJL), situado na cidade de Picos, a 314 km ao Sul de Teresina. O Conselho concluiu a inexistência de requisitos mínimos para a prática do ato médico, o que coloca em risco a vida dos pacientes. 

A fiscalização ocorreu no mês de maio em Picos e mais 15 municípios que integram a microrregião da região. O relatório completo foi assinado pelos conselheiros Paulo Matheus Pereira Nunes, coordenador de Fiscalização do CRM-PI, e pelos médicos fiscais Emmanuel Augusto de C. Fontes e Elisiário Cardoso da Silva Júnior. 

O ofício relatando as falhas foi entregue ao diretor técnico do hospital, Francisco Dortelázio Bezerra, nesta semana. O CRM-PI concedeu o prazo de 30 dias para que sejam apresentadas mudanças emergenciais e um plano para cumprimento de todas as recomendações do CRM-PI, sob pena de serem interditados vários setores do hospital, nesse caso, com a impossibilidade de atuação dos médicos.

De acordo com a equipe do CRM-PI foram encontradas falhas estruturais no setor de urgência, sala de emergência, centro cirúrgico, enfermarias e Unidade de Terapia Intensiva – UTI. Na urgência e emergência, as queixas dos médicos é que a triagem não funciona como deveria, especialmente na pediatria, onde os pacientes deveriam ser classificados por graus de gravidade, gerando tensão e falta de segurança no setor. A resolução nº 2.077/2014 do CRM prevê que os pacientes somente podem permanecer por 24 horas na urgência, após esse período devem ser internados em enfermaria, indicado tratamento cirúrgico ou internação em UTI.

"O hospital não cumpre em sua totalidade com as atribuições definidas no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde, uma vez que não está realizando atendimentos eletivos, mas tão somente de urgência e emergência. Por isso, o CRM-PI recomenda providências urgentes e necessárias para efetivar imediatamente os atendimentos eletivos", disse o Emmanuel Fontes, presidente do CRM-PI.
 
Entre as falhas diagnosticas na sala de emergência estão a falta de equipamentos para reanimação cardiopulmonar, os tubos endotraqueais estavam com validade vencida e também não havia material de reanimação infantil e EPIs. Embora houvesse respirador mecânico, o mesmo não tinha ponto de ligação com O2. 

A sala de urgência ortopédica e a sala de gesso apresentavam infiltrações nas paredes e tetos, além de más condições de higiene. O consultório de pediatria não contava com termômetros, otoscópio, cadeiras para pacientes e acompanhantes, escada ou estrado para a maca, balança e estetoscópio e para piorar o acesso à pediatria é ligado com o de adultos e gestantes.

Os conselheiros relataram também que no consultório de obstetrícia faltavam maca ginecológica e biombo, levando as pacientes a total falta de privacidade. Na sala de pequenas cirurgias, a tubulação de ar comprimido encontrava-se quebrada e a sala de observação o ECG também estava quebrado. 

No centro cirúrgico, são realizados procedimentos obstétricos, partos, cirurgias ortopédicas e gerais, contando com três salas, mas apenas uma está preparada com equipamentos de anestesia adequados. 

“Observamos que a estrutura do centro cirúrgico tem mais de 40 anos de uso, assim como a mesa cirúrgica, não podendo mais posicionar o paciente para o adequado ato cirúrgico e anestésico e também não existe sala de recuperação pós-anestésica, tendo os pacientes que se recuperarem no corredor, sem nenhuma monitorização. São fatos que comprometem a vida de um paciente cirurgiado e colocam em risco a segurança dos médicos”, denuncia Emmanuel Fontes.

Nas enfermarias, não foram encontrados equipamentos de reanimação cardiopulmonar e como em um hospital de grande porte não existe Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH, Comissão de Ética Médica – CEM e outros, conforme o disposto nas resoluções do CFM nº 1.638/2002, nº 1.657/2002 e 1.552/1999. O CRM-PI também relatou que a UTI encontrava-se em construção, uma situação grave pois toda a microrregião encontra-se desprovida desse serviço que pode salvar vidas.

Além dos problemas estruturais, os médicos fiscais constataram o descumprimento em relação ao número de profissionais médicos por setor, que deveria ser no mínimo de quatro clínicos de plantão por turno, além de, no mínimo, um pediatra por turno de urgência. No HRJL tabém não há radiologista em regime de 24 horas.

O relatório de vistoria foi entregue também à Promotoria de Picos, Câmara Municipal, ao secretário estadual de Saúde e secretário municipal de saúde de Picos.

O HRJL é o maior hospital da região onde são realizados em média 5.500 atendimentos/mês, dos quais 1.500 são pacientes menores de 16 anos.

Outro lado

Em relação à vistoria do Conselho Regional de Medicina do Piauí - CRM/PI, a Secretaria de Estado da Saúde reconhece as limitações estruturais, de equipamentos e de pessoal do Hospital Regional Justino Luz, em Picos. Entretanto, desde o início da gestão vem desenvolvendo uma série de ações para corrigir e solucionar os problemas daquela Unidade hospitalar que fora construída para atender temporariamente as demandas de saúde daquela região, mas que se somam mais de 40 anos de atividades.

Para a adequação da urgência e emergência, e  retomada das obras de 30 leitos para tratamento intensivo, UTI adulto e neonatal, Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal, são investidos mais de R$2,2 milhões.

Outras ações, como a construção do Centro de Parto Normal e a Casa da Gestante, que estão em processo de elaboração de projeto, e a aquisição de equipamentos, são uma amostra do trabalho desenvolvido pela Secretaria.

Quanto ao pessoal, por conta do alerta em relação ao limite de gastos na folha no que rege a Lei de Responsabilidade Fiscal, há limitações quanto a contratações.

Observa-se que a Secretaria já vem buscando soluções para sanar aquelas deficiências apontadas pelo CRM/PI, e que continuará a desenvolver um trabalho de melhoria na rede hospitalar estadual. 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Picos sediará encontro Territorial de Sementes da Cáritas Regional do Piauí

A Cáritas Regional do Piauí, através do Programa Sementes do Semiárido, irá realizar o Encontro Territorial de Sementes quinta (16) e sexta (17) no Centro de Treinamento Diocesano de Picos, a 305 quilômetros de Teresina.

O objetivo do encontro é resgatar, introduzir, multiplicar, intercambiar materiais crioulos/sementes de variedades, de importância socioeconômica e ambiental, visando à manutenção de sua variabilidade genética e a sustentabilidade da produção agrícola em propriedades de agricultores (as) familiares que trabalham manejo agroecológico. E também visa propiciar o acesso descentralizado de agricultores/as familiares à sementes através do resgate, preservação, multiplicação, estoque e distribuição de sementes crioulas, adaptadas à região, por meio da estruturação de  casas/bancos comunitários de semente.

Segundo Raimundo do Vale, coordenador do Programa Sementes do Semiárido pela Cáritas Regional do Piauí, a conservação e o uso sustentável da Agrobiodiversidade constituem-se como um objetivo estratégico para a garantia da segurança e soberania alimentar e nutricional das populações que vivem no Semiárido brasileiro. “Nós acreditamos muito nessa perspectiva, e estamos fazendo um trabalho principalmente de resgate das sementes, porque sabemos que algumas famílias já fazem esse papel de guardiã e é isso que queremos incentiva-los a guardar e cuidar do bem mais precioso que as famílias do semiárido têm, as sementes crioulas” comenta.

O programa Sementes do Semiárido é financiado pelo Ministério do Desenvolvimento Social – MDS e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, onde tem em seu plano geral a construção/reforma de 640 casas de sementes, envolvendo/beneficiando 12.800 famílias agricultoras em todo o nordeste. O programa também fará capacitações de agricultores e agricultoras familiares; infraestrutura reforma ou construção; aquisição de materiais e equipamento; aquisição de semente para formação de estoque inicial das casas ou bancos de semente.

No Piauí serão apoiadas 49 casas de sementes, distribuídas em quatro territórios: Cocais, Carnaubais, Vale do Sambito e Vale do Guaribas. Nos territórios Vale do Sambito, Carnaubais e Cocais serão apoiadas 25 casas / banco de sementes, que será executada pela o organização membro do  Fórum Piauiense de Convivência com o Semiárido – FPCSA/ASA, o Cerac.

O Vale do Guaribas terá apoio de 24  casas / banco de semente distribuídas nos município de Picos, Paquetá do Piauí, Padre Marcos, Jaicós, Massapê do Piauí, Caridade do Piauí, Jacobina e Acauã, sendo três casas/banco de semente por município, que também será executada por uma organização membro do  Fórum Piauiense de Convivência com o Semiárido – FPCSA/ASA, a Cáritas Regional do Piauí.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Posts anteriores