Cidadeverde.com

Pesquisa aponta que região de Picos já foi mar

Há 390 milhões de anos, água, praia e uma vasta fauna marinha, era este o habitat natural onde hoje está erguida a cidade de Picos. Devido às atuais condições climáticas e à distância de Picos em relação aos mares atuais, fica difícil imaginar que esta informação seja verdadeira. No entanto restos e vestígios que comprovam a existência desse cenário durante o período Devoniano, são frutos de pesquisas científicas realizadas desde a década de 30, e que tem possibilitado a descoberta de várias espécies de invertebrados marinhos.

Após grande intervalo de tempo sem o desenvolvimento de pesquisas sistemáticas na região de Picos, os estudos paleontológicos ganharam novo fôlego nos últimos três anos, com a contribuição do paleontólogo e professor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Campus de Picos, o cearense Victor Oliveira.

O paleontólogo, Victor Oliveira,  especialista em paleontologia das bacias interiores do nordeste, explica que no passado, a posição dos continentes era bem diferente do que se conhece hoje. O movimento das placas tectônicas e consequente fragmentação das massas de terra continentais, possibilitou a entrada de água salgada em áreas rebaixadas no interior dos continentes. Foi o que aconteceu, por exemplo, na região onde hoje se encontra o município de Picos (além de outros municípios piauienses), que por ser uma área rebaixada, as águas salgadas atingiram a região, possibilitando a formação de um mar e a proliferação de uma fauna de invertebrados marinhos, além de alguns vegetais bastante primitivos.

“O Estado do Piauí está praticamente todo dentro da bacia do Rio Parnaíba, o que facilita que fósseis sejam encontrados praticamente por todo o estado. Aqui na região de Picos as rochas que compõem esses morros distribuídos pelo perímetro urbano e no entorno da cidade apresentam uma idade de aproximadamente 390 milhões de anos (período Devoniano). Essas rochas guardam principalmente os registros de animais marinhos de simples e de corpo mole, que viveram na região. Alguns vegetais também são encontrados, o que comprova que Picos neste período era uma área de costa, próxima a praia”, afirmou o pesquisador.

Ainda segundo o pesquisador, “a região de Picos é muito rica em fósseis e mostra-se como um laboratório a céu aberto. Este potencial se explorado de forma correta poderá trazer benefícios ao Município e região, como a formação de recursos humanos locais e até mesmo a geração de emprego e renda. Outros locais no Brasil também se destacam pelo seu potencial fossilífero, e a atenção dada pelo poder público em parceria com as universidades, tem possibilitado a proteção dos locais onde esses fósseis são encontrados, bem como fomentado a geração de emprego e renda nesses municípios, uma vez que insere a região no circuito turístico científico.

Infelizmente os morros de Picos, que são os locais onde esses fósseis ocorrem com maior frequência, apesar de protegidos pela legislação, vem sofrendo com a falta de planejamento urbano no caso da obediência de seu plano diretor de uso e ocupação do solo, uma vez que as construções urbanas de forma desenfreada em locais de risco, além da retirada do material rochoso para ser utilizado como aterro de áreas rebaixadas ou desniveladas.

 “A construção das casas e a urbanização nos morros escondem o afloramento do solo e o aparecimento das rochas. Assim não temos condições de coletar material”, concluiu.

O Laboratório de Paleontologia de Picos, coordenador pelo professor Victor, conta atualmente com oito alunos de graduação do curso de Ciências Biológicas, que auxiliam no desenvolvimento das pesquisas, que ocorrem não só em Picos mas também em municípios como São João da Canabrava, Simões e Itainópolis.

Com informações de Riachaonet
cidades@cidadeverde.com

Picos: condutor é preso duas vezes em 10 horas por embriaguez ao volante

Nesta terça-feira (20), no km 292 da BR 316 em Picos-PI, policiais rodoviários federais prenderam um homem duas vezes por dirigir sob o efeito de álcool. Pela manhã, por volta de 08:20 horas, foi denunciado por outro usuário da rodovia um veículo em atitude suspeita que parecia tentar abordar caminhões a fim de realizar assaltos. 

Logo após, foi abordado o veículo e realizado o teste do etilômetro em seu condutor, sendo constatado o uso de álcool com índice de 1,16 mg/l (miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões). O veículo envolvido estava com documento desatualizado e foi retido no posto PRF. O motorista foi preso e encaminhado à polícia judiciária onde foi arbitrado fiança de um salário mínimo pelo Delegado local. 

Por volta de 16:30 horas, compareceu ao posto PRF de Picos-PI, com o intuito de apresentar a documentação atualizada e receber de volta seu veículo, o motorista supracitado que fora preso pela manhã. Devido conduzir um outro veículo foi realizado novo teste de etilômetro com resultado de 0,56 mg/l, valor que também configura novo crime de trânsito previsto no CTB, dirigir veículo sob o efeito de álcool. 

O condutor foi preso pela segunda vez e levado à presença do Delegado de polícia judiciária, não tendo sido arbitrado fiança novamente. Cada vez mais vigilante a PRF busca combater crimes nas rodovias federais a fim de tornar o trânsito mais seguro e menos violento.

 

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Museu Ozildo Albano, em Picos, participa da Primavera dos Museus

O Museu Ozildo Albano, em Picos, é uma das casas do Piauí que participa, de 21 a 23 de setembro, da 10ª Primavera de Museus. A partir desta quarta-feira (21), o museu abre as portas ao público com uma vasta programação que inclui exposições, exibição de documentários, visitas e apresentações culturais.

Coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e realizada pelas instituições museológicas de todo o país, a Primavera dos Museus ocorre anualmente e tem o objetivo de sensibilizar as instituições e a comunidade e promover o debate sobre temas da atualidade.

Com o tema “Museus, Memórias e Economia de Cultura", a edição deste ano abre espaço para refletir sobre o importante papel social desempenhado pelos museus na promoção de trocas simbólicas, culturais, de saberes e de experiências, assim como sua contribuição para a dinamização da cadeia produtiva da cultura de modo sustentável.

Nessa perspectiva, a feira livre de Picos, patrimônio cultural da região, será um tema constante na programação do Museu Ozildo Albano para a Primavera dos Museus. Para a organização, a importância da feira ultrapassa a dimensão comercial, pois ela constitui um importante lugar de memórias, de sentimentos e de encontros.

Em conjunto com a comunidade acadêmica da região, o museu vai discutir o tema geral da Primavera de Museus, além de propor apresentação de pôsteres científicos com o tema “Saberes e Fazeres do Sertão”.

A Sexta Cultural (iniciativa do Grupo Cultural Adimó) também foi incorporada à programação do museu. Dessa forma, a parceria entre o museu e a comunidade pode ser percebida de forma mais efetiva nessa atividade que contará com apresentações artísticas nas áreas da música, artes plásticas, literatura e poesia.

Além de Picos, o Museu de Arte Sacra de Oeiras também participa da Primavera dos Museus.

A visita das escolas deve ser previamente agendada e a exposição “Imagens do campo – Memórias e Ofícios  do Semiárido Piauiense” permanecerá no Museu Ozildo Albano até novembro  de 2016.

Confira a programação:

Dia 21/09/2016 (quarta-feira)

17h - Apresentações culturais

17h30 - Abertura da Exposição  “Imagens do campo – Memórias e Ofícios  do Semiárido Piauiense”.
Local: UFPI – Campus -  Picos- PI.
Curadoria: Prof. Me. Gardner de Andrade Arrais /Profa. Me. Simone Vieira Batista/Profa. Me. Patrícia Sara L. Melo

18h30 - Exibição do documentário “Além das Barracas - Mosaico de Memórias na Feira Livre de Picos”.   (Produzido pela TV Picos em parceria com o Museu Ozildo Albano);

18h50 - Apresentação de Reisado da Comunidade Quilombola da Custaneira-Paquetá-PI;
Local: Museu Ozildo Albano/Praça Josino Ferreira

Dia 22/09/2016 (quinta-feira)

8 às 11h30 – Visita Mediada
Local: Museu Ozildo Albano

14 às 16h -  Bate-papo e exibição de documentários abrangendo a temática “Museus, Memória e Economia da Cultura”;
Local: Auditório Fontes Ibiapina (Auditório Novo) – UFPI- Campus Picos-PI;

16 às 17h30 - Apresentação Científica de Pôsteres com o tema: “Fazeres e Saberes do Sertão”;
Local: Pátio Central da UFPI/ Campus Picos-PI.

Dia 23/09/2016 (sexta-feira)

8 às 11h – Visita Mediada;
Local: Museu Ozildo Albano

11h30 -  Exibição do documentário “Além das Barracas” - Mosaico de Memórias na Feira Livre de Picos. (Produzido pela TV Picos em parceria com o Museu Ozildo Albano);

18h - Sexta Cultural
Apresentações culturais/  Música ao vivo com a Banda Guerreiros- Picos- PI./Exposição de produtos artesanais/  Tenda Literária/ Varal Cultural;
Local: Anexo da sede do Grupo Cultural Adimó / Praça Josino Ferreira.
 

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Inaugurado curso de medicina da UFPI em Picos

O secretário estadual de Governo, Merlong Solano, representou o governador Wellington Dias na inauguração do curso de medicina do campus Senador Helvídio Nunes de Barros da Universidade Federal do Piauí (UFPI), em Picos. A solenidade foi nessa sexta-feira (16), no próprio campus.

Merlong ressaltou o empenho dos governos Lula e Dilma pela interiorização da educação e da saúde, inclusive com a criação de cursos de medicina no interior. "Para isso, fixaram as fontes, alocando recursos para a educação. Essa visão de governo garantiu a expansão das universidades. A UFPI, por exemplo, só tinha um curso de medicina, agora possui três", afirmou Solano.

O reitor da UFPI, Arimatéia Dantas, destacou as conquistas da instituição nos últimos anos, o crescimento da graduação e pós-graduação, e as vitórias em grandes competições acadêmicas. "Nós temos o melhor hospital universitário do país, segundo a Ebserh (empresa que administra os hospitais universitários). Com estrutura moderna, totalmente  climatizado, equipamentos de ponta, dentre os mais modernos do mundo. Tudo pelo SUS", pontuou Dantas.

A diretora do campus, Maria Alvenir Barros, fez um relato da trajetória percorrida para que a instalação do curso se tornasse realidade. "Em 2010, a UFPI apresentou um projeto ao então ministro da Educação, mas tivemos que esperar a lei que instituiu o programa Mais Médicos, em 2013. Depois, as lutas por equipamentos e servidores. Foi uma caminhada longa e esse é um momento histórico para o Semiárido piauiense porque um curso de medicina não vem sozinho. O próximo passo é reestruturar o serviço médico e hospitalar de Picos", frisou Maria Alvenir.

A coordenadora do curso, Patrícia Batista, adiantou que a instituição trabalhará com uma metodologia diferente da tradicional e que os acadêmicos serão colocados em contato com a comunidade e as habilidades médicas desde o primeiro período, acompanhados em pequenos grupos por tutores.

A primeira turma conta com piauienses e estudantes oriundos de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte, São Paulo e Distrito Federal, preenchendo as 30 vagas disponibilizadas. "A comunidade da UFPI tem talento e competência que não deixa a desejar em nenhum lugar desse país. Tenham orgulho da universidade em que vocês estão", frisou o reitor Arimatéia Dantas em fala direcionada aos novos alunos de medicina.

A aula inaugural foi ministrada pelo professor Carlos Henrique Nery Costa, do Departamento de Medicina Comunitária da UFPI.

Aula inaugural do curso de Medicina em Picos acontece nesta sexta (16)

A aula inaugural do curso de Medicina da Universidade Federal do Piauí (UFPI), em Picos, acontece nesta sexta-feira (16). Os universitários assistem aulas no campus Senador Helvídio Nunes de Barros e a expectativa é que sejam transferidos até 2018 para a sede própria. 

Ao todo 30 alunos estão matriculados. Até o momento foram contratados sete professores e a meta é a contratação de 60 docentes e 15 técnicos administrativos. A coordenadora do curso, professora Patrícia Batista, acredita que a instalação do curso de Medicina trará uma série de mudanças e melhorias na região.

"A aula inaugural acontece na tarde de hoje, mas os alunos desde segunda  (12)  assistem aula. Para nós de Picos, essa é uma grande alegria: efetivar esse sonho que é a interiorização do ensino médico na nossa região", disse Batista. 

Esse é o terceiro curso de Medicina da UFPI implantado no Piauí, os outros dois são em Teresina e Parnaíba. 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Caminhoneiro é flagrado com maconha na BR-316

Fotos: PRF

Um caminhoneiro foi flagrado com uma porção de maconha na BR-316, município de Picos, a 306 km de Teresina. O entorpecente estava escondido em duas sacolas pequenas. O flagrante ocorreu nesta segunda-feira (12).

O condutor informou à Polícia Rodoviária Federal (PRF) que havia comprado a droga na Bahia e seria para consumo próprio. O material foi apreendido e a ocorrência encaminhada à delegacia local.


O inspetor Fabrício Loiola alerta para os riscos de substâncias psicotrópicas na condução de veículos. "Essas substâncias reduzem os reflexos, atenção e percepção, potencializando os riscos de acidentes, em especial quando envolve o transporte de carga, com veículos maiores e mais pesados", ressalta a PRF.

 


Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Ex-presidiário é executado a tiros em bar de Picos

O ex-presidiário identificado como Natanael Albuquerque, conhecido como Socó Cortez foi assassinado a tiros na madrugada desta segunda-feira (12) em um bar no município de Picos, a 306 km de Teresina. 

De acordo com o coronel Edwaldo Viana, Natanael foi morto com tiros na cabeça próximo ao quartel do Exército em Picos e ele era conhecido da Polícia por envolvimento com o tráfico de drogas.

"Ele estava no bar quando dois homens chegaram e atiraram na cabeça dele. Ele é traficante, já foi preso suspeito da morte de outra pessoa e vivia do tráfico mesmo. Na última prisão dele, ele foi encontrado com pasta de coca", pontuou.

A Polícia realizou diligências na região mas ninguém foi preso.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Picos: Segurança capacita Polícia Técnico-Científica

A Secretaria de Estado da Segurança Pública, por meio da Polícia Técnico-Científica, iniciou o treinamento de 20 servidores, cedidos pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), que irão trabalhar na perícia em Picos.

De acordo com diretor do Departamento de Polícia Técnico-Científica da Polícia Civil do Piauí, o médico legista Antônio Nunes, este é o primeiro passo para formar a equipe que irá agilizar, melhorar a qualidade e eficácia nos serviços prestados pelo Instituto Médico Legal, Perícia Criminal e Instituto de Identificação na cidade de Picos.

“É importante ressaltar o apoio e magnitude do gesto do secretário da Saúde, Francisco Costa, em nos ceder esse pessoal. A quantidade e os cargos  foram discutidos e formatados por nós, com o aval do nosso secretário da Segurança, Fábio Abreu, que tanto tem se empenhado para melhorar a qualidade  da Polícia Técnico-Científica. Ainda, por meio dessa parceria, a Secretaria da Saúde doou um aparelho de raios X para a perícia em Picos”, destacou Antônio Nunes.

O treinamento está sendo em Teresina e teve início no fim de agosto. Divididos em 04 turmas, os servidores irão conhecer todos os setores da Polícia Técnico-Científica e acompanhar de perto a rotina de cada departamento. “Esses servidores farão a parte burocrática. Serão auxiliares administrativos, os técnicos de enfermagem auxiliarão as necropsias e peritos em cenas de crime, os enfermeiros farão a gestão do órgão e parte cartorária. Temos também auxiliares de serviços gerais que farão a parte de limpeza e conservação, motoristas para dirigir as viaturas, técnicos de radiologia farão os exames radiológicos. Por enquanto, são 20, mas a previsão é de 27 e mais sobreaviso dos técnicos de radiologia do Hospital Regional de Picos em auxílio ao IML”, informa o diretor.

Antônio Nunes lembra que o prédio onde irá funcionar a Polícia Técnico-Científica de Picos foi adquiro por meio de convênio com a Uespi. “Em julho desse ano, o secretário da Segurança e o reitor da Uespi assinaram convênio de cooperação técnico-científica, onde a Uespi doou para SSP parte de um prédio onde funcionava a universidade, lá em Picos. Alguns reparos estão sendo feitos em parte do prédio para que a Polícia Científica possa se mudar logo para lá. Isso deve ocorrer daqui a três semanas. Mas o secretário Fábio Abreu já sinalizou que vai fazer uma reforma completa no prédio. Essa reforma está em fase de licitação”, frisou o médico.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Suspeito de torturar vítimas durante roubos é preso na BR-316

O suspeito identificado como Pirata foi preso na BR- 316 durante abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na cidadede Picos. Ele estava na garupa de uma motocicleta sem placa e ainda tentou fugir, porém foi capturado. De acordo com a polícia, Edinaldo Ulisses dos Santos é de alta periculosidade e conhecido por submeter as vítimas a sofrimentos pisicológico e físico. 

"Na abordagem, o Ulisses era o carona e empreendeu fuga adentrando em um matagal. Nossa equipe fez o acompanhamento tático e conseguiu prendê-lo", disse o inspetor Benedito, chefe da delegacia da PRF de Picos.

Pirata é conhecido por praticar vários assaltos e arregimentar jovens para praticar crimes na região de Picos. Em um dos casos recentes, ele manteve as vítimas como reféns por um dia. 

O suspeito foi encaminhado a Central de Flagrantes e ficará à disposição da Justiça. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com
Com informações J.Pereira ( TV Cidade Verde)

Mais de 700 atuarão como mesários nas eleições municipais

Mais de 700 profissionais trabalharão como mesários nas eleições municipais em Picos, distante 306 km de Teresina. O chefe da 10ª Zona Eleitoral de Picos, Luís Borges de Sousa, destaca que o número de mesários aumentou consideravelmente em relação aos pleito passado. 

Os mesários- que trabalharão nas 10ª e 62ª zonas eleitorais- já estão sendo convocados. O trabalho não é remunerado, mas o voluntário terá algumas vantagens:  direito a dois dias de folga por cada dia trabalhado, sem qualquer prejuízo no salário; o trabalho como mesário pode servir de desempate em concursos públicos, quando descrito no edital; também pode ser um requisito de desempate para funcionários que concorrem a uma promoção do mesmo cargo; e pode ser inserido como horas complementares nas universidades com acordos com a Justiça Eleitoral.

“Estamos trabalhando para cumprir tudo dentro dos prazos, especialmente, cumprir a tarefa de convocar os mesários, que aumentaram bastante em função da redução do número de eleitores em cada sessão”, frisou.

 

Faltas

Se o mesário convocado ou voluntário não se apresenta no local e hora estabelecidos, tem 30 dias para justificar a sua ausência ao juiz eleitoral. Caso não seja dada uma justificativa, poderá pagar uma multa de 50% ou um salário mínimo vigente na zona eleitoral em questão. Se um mesário recusa comparecer ou abandona o serviço eleitoral poderá enfrentar detenção até dois meses ou pagamento de 90 a 120 dias de multa.

Se o faltoso é servidor público e não justifica a sua ausência, ele recebe suspensão de 15 dias sem pagamento. Essas penas poderão ser em dobro se a mesa deixar de funcionar por causa da falta daquele mesário.

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com
Com informações Riachaonet

Posts anteriores