Cidadeverde.com

Professor brutalmente espancado em Altos morre após 6 meses

O professor de Língua Portuguesa, Carlos Machado, encontrado espancado no dia 6 de fevereiro deste ano, em Altos, morreu no início da manhã deste sábado (13). Foram seis meses lutando pela vida após o crime brutal. Até hoje ninguém foi preso.

Na época, a Polícia Militar informou que o professor ficou irreconhecível em consequência da gravidade dos ferimentos. Uma pedra com marcas de sangue foi encontrada no local. A polícia trabalhava com a suspeita de assalto, já que seus pertences haviam sumido.

Segundo o Portal Altos, o rapaz passou 4 meses internado no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Teve alta recentemente, porém, ainda muito debilitado não se comunicava devido às sequelas. O quadro de saúde piorou e, segundo o site local, voltou a ser internado só que agora no Hospital Natan Portela, onde faleceu por volta das 8h30.

O Cidadeverde.com tentou contato com a delegacia de Altos, mas ninguém soube informar como anda o inquérito que investiga a agressão.

Carlos Machado era altoense e muito querido na cidade. Ele trabalha no município de Coroatá, no Maranhão, onde é professor concursado.

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com