Cidadeverde.com

Oeiras participa de encontro internacional de educação

  • edu3.jpg Ascom
  • edu5.jpg Ascom
  • edu2.jpg Ascom
  • edu.jpg Ascom
  • edu4.jpg Ascom
  • edu6.jpg Ascom
  • edu1.jpg Ascom

Representada pela professora Tiana Tapety, secretária municipal de Educação, Oeiras participou nesta terça-feira, 17, do Encontro Internacional Educação 360, no Rio de Janeiro. O fórum organizado pelos jornais O Globo e Extra reuniu, em dois dias de evento, pessoas que vivenciam a educação sob diferentes e novos pontos de vista e põem em prática iniciativas transformadoras, que tornam-se exemplo ao redor do mundo.

No encontro, a gestora da educação municipal participou do Master Classe ‘Eu venho lá do Sertão’, um diálogo sobre as razões do alto desempenho em avaliações nacionais e olimpíadas escolares de cidades brasileiras como Oeiras, situadas distantes dos grandes centros urbanos. O momento também teve a participação da secretária de Educação do município de Brejo Santo (CE), Ana Jacqueline Braga, num intercâmbio de experiências exitosas e desafios.

Tiana Tapety considera que o evento foi oportuno para apresentar as boas práticas desenvolvidas na rede municipal de ensino de Oeiras e para a troca de ideias com educadores de diversas partes do Brasil e do mundo. “Nós fomos com o intuito de mostrar as boas práticas que desenvolvemos no município e falar como elas são produzidas e se processam. Foi um momento muito bom, com muita gente querendo entender. Houve muita troca de conhecimento pertinentes a educação de um modo geral”, resume a secretária.

Além dela, outros educadores, pesquisadores, gestores de ensino, escritores, influenciadores digitais e ativistas brasileiros e estrangeiros apresentaram suas perspectivas sobre medidas que podem contribuir para a formação de alunos, no Educação 360.  Em sua sexta edição, o evento contou com nomes como os escritores Frei Betto, Nélida Piñon e Eduardo Bueno, além do cientista Carlos Nobre, entre muitos outros.

Referência nacional

Em maio deste ano, Tiana Tapety levou a experiência educacional de Oeiras para outro evento de alcance nacional, o ‘Alfabetização e Letramento: Métodos, Políticas Públicas e Desafios’, promovido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), também no Rio de Janeiro. Representando o Nordeste, ela debateu a importância da alfabetização e do letramento para formação de um cidadão capacitado a adquirir conhecimentos, desenvolver as próprias potencialidades e participar ativamente da sociedade. Na oportunidade, os especialistas no tema também apresentaram métodos e políticas públicas que têm sido desenvolvidas e implementadas no Brasil e exterior.