Cidadeverde.com

Água Branca debate projeto de educação em Brasília

A secretária municipal da Educação de Água Branca, Cleidimar Tavares, que é presidente da Undime no Piauí, contribuiu com os debates e discussões do grupo e falou sobre a implantação do projeto piloto do Sistema Undime de Avaliação do Piauí.  Disse, também, que a Avaliação deve ser um processo contínuo, permanente e sistemático.

 “Os estados e municípios não podem esperar apenas por as avaliações externas do INEP, que ocorrem de dois em dois anos, para verificar como está a aprendizagem dos seus alunos. É necessário que todos os estados possam disponibilizar também aos municípios a Avaliação. Mas essa ação tem altos custos, então um modelo de consórcio seria uma boa alternativa para o otimização dos gastos.  Na seccional Piauí, implantamos um projeto piloto do Sistema Undime de Avaliação do Piauí (SUAPI), com a participação de mais de 80 municípios de pequeno porte e médio porte. Assim eles puderam também avaliar os alunos de sua rede, já que a maioria dos municípios de grande porte têm seus próprios sistemas de Avaliação”, explica.

 Participaram, também, do Encontro Frente de Trabalho, o secretário estadual de Educação, Ellen Gera; o coordenador de Avaliação da SEDUC-PI, Cosme Carvalho; o secretário estadual de Pernambuco, Fred Amâncio, que é o coordenador desse Grupo de trabalho; além de outros representantes da rede estadual, bem como dirigentes municipais de Educação.

No primeiro dia do encontro em Brasília, a proposta foi estudar os sistemas de avaliação e casos de sucesso. Também aconteceu uma discussão sobre diretrizes para avaliações externas. No segundo dia, foram discutidas diretrizes para se alcançar coerência nas avaliações, além da utilização das avaliações no contexto da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e a construção de consórcios.

redacao@cidadeverde.com