Cidadeverde.com

Prevenção da gravidez na adolescência em Oeiras

Na noite desta quarta-feira, 11, os profissionais envolvidos no projeto estiveram reunidos para fazer uma avaliação das atividades desenvolvidas em 2019 e traçar metas para o ano de 2020. O momento também contou com a participação do prefeito José Raimundo e da secretária municipal de Saúde, Auridene Freitas.

A enfermeira Alexsandra Fontes, coordenadora do Florescer, explica que as oficinas são conduzidas por uma equipe multiprofissional qualificada a falar sobre as temáticas relacionadas ao projeto e ressalta que, além das oficinas nas escolas, foram realizados 131 atendimentos individuais de enfermagem e 45 de psicologia, no Centro de Apoio ao Adolescente – espaço criado para escuta, atendimento e reflexão sobre sexualidade, saúde sexual e reprodutiva dos adolescentes oeirenses.

“Fizemos um balanço e uma avaliação dos três meses e dez dias do Centro de Apoio ao Adolescente (CAAD) e fazer um levantamento em números da quantidade de atendimentos de enfermagem e psicologia que foram feitos nesse período, dos tipos de demandas que chegaram ao Centro, a quantidade de atividades de atividades coletivas desenvolvidas e de oficinas, que desenvolvemos juntamente com os profissionais e facilitadores que integram o projeto Florescer. A partir daí, nós Identificamos nossas potencialidades, os principais desafios e traçamos metas para 2020. O projeto Florescer precisa, periodicamente, passar por esse tipo de avaliação e monitoramento e faremos isso a cada ciclo encerrado”, articula a coordenadora.

O prefeito José Raimundo destaca que, para 2020, o propósito da gestão municipal é fortalecer e consolidar, ainda mais, as ações do projeto Florescer, que necessita do engajamento de toda a sociedade para obter o êxito esperado na promoção da saúde e qualidade de vida do público jovem.