Cidadeverde.com

Uso de videoconferência agilizou 1500 reuniões de órgãos estaduais

Há 60 dias, a primeira sala de reunião virtual acontecia no Piauí por conta da pandemia do coronavírus. Desde então, secretarias do Governo já realizaram 1.500 videoconferências por meio da tecnologia. Com a medida, os servidores podem trabalhar de casa, respeitando as recomendações de isolamento social.

O sistema usado é o Cisco Webex, plataforma de videoconferência de alta qualidade disponibilizada pela Piauí Conectado e pela Agência de Tecnologia da Informação do Estado (ATI) em parceria com a Cisco. Todas as secretarias do Governo e a Prefeitura de Teresina estão usando a tecnologia, garantindo videochamadas com seguridade de dados, além de qualidade de imagem e som. 

São 161 salas de reunião, onde acontecem em média 43 videoconferências por dia. Quem já passou por uma dessas salas online foi o servidor Daniel Ferreira, coordenador da Escola Fazendária da Secretaria de Estado da Fazenda, que está seguindo o regime de teletrabalho. “Foi uma experiência muito positiva. A plataforma nos permite continuar trabalho com qualidade e sem deixar o serviço público parar”, comenta.

O governador Wellington Dias avalia positivamente o uso da tecnologia para garantir a segurança dos servidores, que não precisam sair de casa. “É algo extraordinário a comemoração de 1.500 reuniões virtuais. É a tecnologia contribuindo não apenas para a pandemia do coronavírus, mas garantindo que em todos os momentos importantes nós temos a Piauí Conectado fazendo uso da tecnologia com competência”, afirma.

Órgãos como a Junta Comercial do Estado do Piauí (Jucepi), a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (SDE), o Instituto de Terras do Piauí (Interpi) e o Corpo de Bombeiros Militar do Piauí utilizam a ferramenta, que pode ser acessada de qualquer dispositivo digital seja celular, tablet ou computador.

Para o diretor-presidente da Piauí Conectado, Emerson Silva, a continuidade do serviço público é essencial para a prestação de serviço à população. Ele explica que, atualmente, é o teletrabalho que garante a operação dos órgãos estaduais. “A ferramenta tem ajudado a dar celeridade ao serviço das secretarias, que não podem parar neste período tão delicado de pandemia”, ressalta.

Da Redação
[email protected]