Cidadeverde.com

Procon de Campo Maior notifica lojas de material de construção

Foto: Prefeitura de Campo Maior

Os fiscais do PROCON de Campo Maior fizeram visitas às Cerâmicas e lojas de venda de material de construção para apurar a denúncia de prática de preços abusivos na comercialização de tijolos, telhas e cimentos. Durante a fiscalização seis estabelecimentos foram notificados e terão que baixar os valores dos produtos.

O coordenador do PROCON, Rodney Oliveira, informou que durante a fiscalização foram solicitadas as notas fiscais de venda das cerâmicas, bem como planilha de custos dos meses de janeiro a junho de 2020 dos produtos como tijolo e telha e também as notas fiscais de compra e venda das lojas de material de construção.

Rodney informou que a documentação está sendo analisada pelos fiscais do PROCON, mas adiantou que em uma análise preliminar já foi constatado que o aumento repassado pelas lojas de material aos consumidores não é condizente com o reajuste aplicado pelas cerâmicas, razão pela qual as lojas serão autuadas.

“Se as cerâmicas também não justifiquem o aumento aplicado nos seus produtos, também serão autuadas”, disse o coordenador.

O PROCON também está fiscalizando se houve abuso no reajuste do preço do saco de cimento. “Estamos notificando os lojistas para eles baixem os preços dos tijolos, telhas e cimento”, declara Rodney.