Cidadeverde.com

Academia de Letras do Vale do Longá elege novos membros

A Academia de Letras do Vale do Longá – ALVAL realizou eleição, no último dia 14 de janeiro, para ocupação de três cadeiras. Os novos integrantes da ALVAL são:  Valdira Caldas de Brito Vieira, que é professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI), é pesquisadora e possui Doutorado em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Foi eleita para a Cadeira 06.

Marcos Antonio Carvalho de Oliveira, que é poeta, ativista cultural e estudante de Letras/Português e Arquitetura, eleito para a Cadeira 18. 

Juliana Gomes Fortes, que é licenciada em Letras/Português, pesquisadora, poeta e escritora, eleita para a Cadeira 25.

As três cadeiras ficaram vagas com a morte dos acadêmicos Socorro Carvalho, Clea Rezende de Melo e Wilson Gonçalves.

A posse dos novos imortais está prevista para ocorrer em fevereiro, em data a ser divulgada. Para o presidente da entidade, Prof. Dr. Raimundo Dutra, “a ALVAL sai enriquecida desse processo eleitoral, quando ingressam na instituição três pessoas altamente gabaritadas, com experiência e currículo robustos, que contribuirão para o desenvolvimento das ações do sodalício”.

A ALVAL foi fundada em 1978, possui, portanto, 44 anos e abrange quarenta municípios localizados na região norte do Piauí.

Da Redação