Cidadeverde.com

Abastecimento de água em Pedro II

O secretário estadual de Governo, Merlong Solano, esteve reunido, na quarta-feira (13), com o presidente interino da Agespisa, Genival Carvalho, para acompanhar as providências que estão sendo tomadas a fim de resolver a crise hídrica de Pedro II. Nos próximos dias, mais dois poços serão interligados à rede de abastecimento, um da Colônia de Pescadores e outro da comunidade Aroeira, representando um incremento de 55 mil litros de água por hora.

“Estamos montando uma equipe para realizar essa operação e paralelamente a isso estamos dragando o Açude Joana, a fim de aumentar a vazão na estação de tratamento. Fizemos esse trabalho por cinco dias e constatamos que deu certo. Na segunda e na terça tivemos que fazer duas interrupções, com o objetivo de desobstruir o canal para levar água do reservatório até o ponto de captação da rede”, explicou Genival.

Merlong Solano destacou que essas medidas devem amenizar a crise pela qual passa o município, mas que outras ações estão sendo planejadas. “No momento, estamos resolvendo questões burocráticas relacionadas à titularidade das áreas onde serão perfurados mais dois poços. Além disso, o governador Wellington Dias já autorizou a realização de um estudo para avaliar a possibilidade de construir uma nova barragem na região, mas essa é uma medida que demanda tempo e recursos, portanto, de longo prazo”, afirmou o gestor. 

Calcula-se que são necessários 180 mil litros de água por hora para abastecer toda a cidade, mas até que esse nível seja atingido, Merlong Solano faz um apelo para que a população evite desperdícios, a fim de que as medidas emergenciais sejam suficientes para garantir que não falte água neste final de ano.

Fonte: Ccom