Cidadeverde.com

Encontro de Jovens Rurais do Semiárido

Em junho, o município de Picos sediará o II Encontro de Jovens Rurais do Semiárido. A expectativa é de que o evento reúna centenas de jovens oriundos do semiárido brasileiro para discutir temas voltados à convivência com a região. O encontro será realizado em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural, Coordenadoria da Juventude e Emater.

O objetivo central é fortalecer as pautas da juventude do semiárido nos espaços de participação e no processo de construção das políticas de desenvolvimento territorial. O evento pretende ainda promover o intercâmbio entre os jovens, oportunizando troca de experiências e vivências coletivas de aprendizagem, buscando fortalecer a participação dos movimentos juvenis do campo nas políticas públicas de juventude voltadas para a região.

No Piauí, muitos desses jovens já participam de projetos de desenvolvimento da agricultura, já são produtores e desenvolvem trabalho e renda no campo. “No encontro, haverá a apresentação dos seus projetos e discussão de novas técnicas, novos trabalhos no campo, as tecnologias e como o jovem pode inovar na sua área. Também receberão orientações de como podem desenvolver o negócio por meio de linhas de crédito e trabalhos científicos. A programação contará com diversas atividades que servirão para incrementar o trabalho, estudo e a vida desses jovens”, disse o coordenador estadual da Juventude, Vicente Gomes.

Bovinocultura

Ainda durante a reunião que tratou do Encontro de Jovens Rurais do Semiárido, o governador Wellington Dias também autorizou a liberação de recursos para que Adapi, Emater, SDR e Seplan atuem junto à Câmara Setorial do Leite, no acompanhamento técnico de 150 famílias produtoras de leite nos Territórios dos Cocais e Planície Litorânea.

“Por enquanto, será um projeto piloto que envolverá os municípios de Piracuruca, Cocal, Caraúbas e São José do Divino. Esse projeto visa o fortalecimento da cadeia produtiva, por meio do aumento da quantidade de produção e qualidade do leite, que dará suporte para a empresa que está sendo instalada”, pontuou a secretária de Estado do Desenvolvimento Rural, Patrícia Vasconcelos.

Fonte: Ccom