Cidadeverde.com

Semeando Cidadania beneficia 900 mulheres em Barras

Na manhã desta quarta-feira (25) aconteceu o lançamento do Programa Semeando Cidadania no Auditório Professora Deuselina Alencar, no prédio da Secretaria Municipal de Educação. Na solenidade, estiveram presentes técnicos do INCRA, EMATER e Prefeitura de Barras além dos assentados do município.

O projeto é uma parceria do INCRA, EMATER e Prefeitura de Barras e beneficiará 900 mulheres de Barras assentadas nos projetos de Assentamentos do Passatudo, Currais Novos, Ponta do Mato, São Francisco, Paraíso, Palmeira ll, Bonfim, Lameirão, Barra do Taquarí e os agregados Esperança e Angelim, Baixa Fria e Sete de Setembro e Limoeiro com Canto da Canoa.

O programa Semeando Cidadania envolve duas linhas de crédito para famílias assentadas da reforma agrária: Fomento Mulher, que beneficiará 900 mulheres, com um crédito para produção ampla de R$ 5.000,00, e o Crédito Instalação para famílias, no valor de 6.500,00, que beneficiará cerca de 400 famílias. O projeto tem como parceiros o EMATER-PI, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural, o INCRA e a FETAG.

De acordo com o prefeito Carlos Monte, o encontro foi uma apresentação do programa, onde foi informado aos beneficiados o funcionamento do mesmo. Para ele, o programa ajudará a melhorar a qualidade de vida de muitas famílias assentadas.

“Aqui estamos culminando aquilo que fizemos semana passada, que é uma reunião de apresentação junto com o pessoal do INCRA, EMATER e a Prefeitura, apresentando para aquelas pessoas que foram selecionadas nas respectivas comunidades do INCRA para que ele possa se inteirar ouvindo as outras instituições responsáveis. Então, tivemos uma aceitação muito boa e espero que essas pessoas entendam a necessidade de cumprir aquilo que vai ser feito no projeto. A expectativa é fazer com que o projeto ajude a melhorar a qualidade de vida dessas pessoas e eu não tenho duvida que em dois anos tenhamos 900 projetos em Barras melhorando a vida dessas famílias”, disse.

Para ter acesso ao programa, cada mulher tem que morar no assentamento, os investimentos só poderão ser aplicados nas criações de peixes, galinhas, horticultura, caprinos e ovinos bem como projetos artesanais, bolos e salgados, salão de beleza. Se a mulher beneficiada se propuser a fabricação de roupas não poderá comprar na cidade prá vender no assentamento.

O evento contou ainda com as presenças da vereadora Jovelina Castro, do vereador José do Nascimento, da representante do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Barras, Lucélia Ferreira, dos secretários municipais de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, professor Assis Carvalho, de Agricultura e Produção, Manoel Almeida, da Assistência Social, Ana Teresa Monte, de Educação, Professora Lourdes Morais, da técnica agrônoma do INCRA Teresinha Aguiar, do Coordenador Regional da EMATER, Teresina Alvaci Pereira, e do coordenador geral do projeto Antônio Gerônimo Filho.

 

Fonte: Ascom