Cidadeverde.com

Floriano recebe mudanças no trânsito

A maior parte das modificações diz respeito a alterações no sentido de vias, algumas com a combinação binária (ruas paralelas, uma seguindo em sentido oposto a outra),  como é o caso das ruas Fernando Marques e Castro Alves, Elias Oka e João Dantas e São José e David Caldas. Outras ruas também tiveram sentidos alterados, já sinalizados para orientação, como por exemplo, as ruas Assad Kalume, Marechal Pires Ferreira, Fernando Drumont, trecho da Gabriel Ferreira e final da rua do Amarante.

RUA FERNANDO MARQUES – A Fernando Marques, que já tinha um trecho em mão única, da Avenida Eurípedes de Aguiar até a rua Elias Oka, agora segue neste mesmo sentido até a Avenida Dirceu Arcoverde, próximo a Agespisa.

RUA CASTRO ALVES – A Castro Alves, que está sendo asfaltada, e que era mão dupla, passou a ser mão única, no sentido Avenida Dirceu Arcoverde até a Avenida Euripedes de Aguiar, região da Praça Coronel Borges.

RUA JOÃO DANTAS – A João Dantas, uma via com trânsito bastante complicado, já tinha sentido único da Avenida Bucar Neto, próximo ao Mercado Central até a Assad Kalume, e agora passa a seguir neste mesmo sentido, em mão única, até a Avenida Santos Dumond.

RUA ELIA OKA – A Elias Oka, que também receberá asfalto nos trechos de calçamento, também passou a ser de sentido único, partindo do encontro com a rua João Chico (muro dos fundos do HTN), passando pela lateral do Comércio Esporte Clube, até a Avenida Bucar Neto.

RUA SÃO JOSÉ – A São José, que começa no bairro Sambaiba Nova, e que era mão dupla, se tornou de sentido único, a partir do encontro com a rua José Leão até a Rua Coelho Rodrigues, próximo a igreja de Nossa Senhora das Graças, bairro Ibiapaba.

RUA DAVID CALDAS – A David Caldas, paralela a São José, faz o sentido oposto, da Rua Coelho Rodrigues (Ibiapaba) até a bifurcação que fica próximo a escola Dona Aleluia. A partir da bifurcação até a pista, próximo a UBS da Sambaiba, permanece mão dupla.

RUA ASSAD KALUME – A Assad Kalume, antes mão dupla, segue agora em sentido único, da Praça Coronel Borges (ao lado do Armazém Paraiba) até a rua Benjamin Freitas.

RUA MARECHAL PIRES FERREIRA – A Marechal Pires Ferreira, antes mão dupla, passou a ter direção única, no sentido Avenida Eurípedes de Aguiar (ao lado do SEBRAE), até a rua Antonino Freire (lateral do Centro Administrativo)

RUA FERNANDO DRUMONT – A Fernando Drumont, já tinha um sentido único da Avenida Eurípedes de Aguiar até a Praça Dr.Sebastião Martins, e teve este sentido ampliado, iniciando na rua Antônio Neto (ao lado da Secretaria Municipal de Educação), até a praça Dr. Sebastião Martins.

RUA GABRIEL FERREIRA – A Gabriel Ferreira teve apenas um trecho modificado, por causa da grande movimentação de ambulâncias para o Hospital Tibério Nunes – Segue mão única apenas no sentido Rua João Dantas (Hemocentro) até a Antonino Freire (Praça do Hospital). Nos demais trechos segue em via dupla.

RUA DO AMARANTE – A única mudança na Rua do Amarante está no cruzamento com a Avenida Bucar Neto. Antes era possível cruzar a avenida e entrar na travessa Assad Kalume (rua da Clinicor). Agora quem vem da Rua do Amarante apenas pode dobrar à direita. Quem vem na Bucar Neto continua podendo dobrar à esquerda na Assad Kalume.


A rua Júlio Guimarães, na região do bairro Sambaiba, hoje sinalizada em sentido único BR-230, a Avenida Bucar Neto, teve a mudança, realizada pela engenharia de tráfego do DETRAN-PI, bastante questionada pela população, e por isto, na semana que vem, a movimentação da via será reestudada, a pedido da SUTRAN.

O superintendente da SUTRAN, Carlos Eduardo, lembrou que também existem algumas pequenas mudanças de preferenciais, como é o caso do cruzamento das ruas Padre Uchoa com a São João, esta última agora tendo preferência para a passagem dos veículos, e que, por enquanto o trabalho na cidade é de orientação.

“Neste primeiro momento de adaptação dos condutores, não aplicaremos o rigor da lei, com multas, mas pedimos que todos sigam o que regem as mudanças, pois em caso de acidentes, valerão, para as autoridades de trânsito e para fins jurídicos, o que orienta a sinalização vertical e horizontal”, alertou Carlos Eduardo.

Fonte: Ascom