Cidadeverde.com

Campo Maior realiza entrega de boletos do Garantia Safra

O Prefeito de Campo Maior, Professor Ribinha  realizou na manhã desta sexta-feira (11/01) através da Secretaria de Desenvolvimento Rural, a entrega dos boletos do Programa Garantia Safra 2018/2019 para 441 agricultores beneficiados com o subsídio dos governos Federal, Estadual e Municipal, pago em caso de perdas agrícolas. O encontro com os agricultores aconteceu no Teatro dos Estudantes com direito, ao café da manhã.

Mesmo diante das dificuldades financeiras existentes no país e que não é diferente para o município  de Campo Maior, o prefeito Professor Ribinha aderiu ao Programa Garantia Sagra e fez o investimento com o intuito de auxiliar no crescimento da agricultura familiar. O Prefeito destacou os avanços do município voltados para agricultura familiar.

“Procuramos trabalhar em todas as áreas do nosso município, hoje estamos fazendo mais esse  contato com os trabalhadores rurais, aqueles mais voltados para agricultura familiar e que precisam do nosso apoio. Nós adotamos uma política de valorização da agricultura familiar em nosso município, construindo estradas, pontes, sistema de irrigação, adquirimos um transporte para a Secretaria de Desenvolvimento Rural para auxiliar no escoamento da produção, e facilitamos a comercialização dos produtos através da realização das feiras  em parceria com Sindicato dos Trabalhadores Rurais, ADAPI, IFPI, EMATER, temos um bom diálogo com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural no sentido de fortalecer a agricultura familiar e garantir a geração de renda para a população que mora no campo e hoje estamos com essa proposta de subsidio do garantia safra para os produtores que tiveram prejuízos seja pela falta de chuva ou pelo excesso dela. Por isso,  consideramos um avanço na agricultura familiar do nosso município”, ressaltou o Prefeito.

Um total de 441 agricultores irá receber o subsídio que o segundo o secretário de Desenvolvimento Rural, Airton Matos é cinco parcelas de até um salário mínimo, ele ressalta que o valor é menor que o da realidade do agricultor, mas é um auxilio para suprir as necessidades daqueles que tiveram perda em sua safra.

Dona Ana Rosa Rodrigues, de 52 anos, moradora da Localidade Residência conta que está feliz em aderir ao programa, pois nem sempre consegue o resultado esperado com milho, feijão, arroz e outros legumes que cultiva, e com o subsídio vai poder suprir suas necessidades primárias.

Os agricultores que ainda não receberam o boleto podem se deslocarem até a secretaria de Desenvolvimento Rural para resgatar a guia e fazer o pagamento até o dia 21 de janeiro, último dia para efetuar o pagamento e aderir integralmente ao programa.

PMCM - CCOM