Cidadeverde.com

Negociações de Convenção Coletiva do Comércio de Picos

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Piauí e o Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí estiveram reunidos com o Sindicato dos Trabalhadores no Comércio e Serviços de Picos negociarem a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho 2018/2019.

Mesmo após várias reuniões, não houve avanço nas negociações e como as convenções coletivas somente têm validade no período de sua vigência, no caso em espécie, de 01.01.2018 a 31.12.2018, não podem ser efetivados descontos nos contracheques dos empregados sem autorização expressa.

A Fecomércio e o Sindilojas/PI orientam que as empresas da região não façam descontos nos contracheques dos empregados sem autorização expressa. “Enquanto não chegamos a um resolução, orientamos os empresários da região com o objetivo de evitar conflitos judiciais e garantir os direitos. Recomendamos que não seja efetivado o desconto da Contribuição Assistencial do salário do funcionário e o pagamento da importância de R$ 6,00 (seis reais) referente ao Auxílio Saúde, já que não há uma convenção em vigência. Esperamos chegar a um consenso logo, mas não temos ainda como definir o tempo que levará”, explicou o presidente do Sindilojas/PI, Tertulino Passos.

Durante o período, a Federação e o Sindicato dos Lojistas orientam que os empresário façam “constar nos contracheques a partir do mês de janeiro corrente (01.2019), como antecipação de reajuste salarial, o índice de 3,43% (três vírgula quarenta e três por cento), percentual este que reflete apenas a inflação acumulada no período de janeiro a dezembro 2018”.

Fonte: Ascom