Cidadeverde.com

Ações do Projeto No Clima da Caatinga no Piauí

A Associação Caatinga encerrou mais um ciclo da capacitação e instalação das cisternas em nove comunidades do Piauí. Ao todo, 30 famílias foram contempladas com a tecnologia e ainda receberam uma capacitação para orientar o uso correto do equipamento recém implantada. Durante a capacitação, os agricultores aprenderam a lavar a cisterna, a limpar as calhas e os canos, a tratar a água, e os cuidados com a estrutura física da tecnologia para que prolonguem a vida útil das cisternas e melhorem a qualidade de vida dos beneficiários.

 Segundo Paulo Henrique, técnico em Tecnologias Sociais da Associação Caatinga e do projeto No Clima da Caatinga, as cisternas de placa são uma ferramenta de sobrevivência das comunidades. "Essa tecnologia ajuda o homem do campo a enfrentar as condições climáticas que temos no bioma Caatinga. Como é sabido, a concentração de chuva acontece em um pequeno período do ano, tornando os outros meses muito mais difíceis de encontrar água. A família atendida com a cisterna consegue armazenar água no período de chuva e no período que não chove, facilitando assim sua convivência com o semiárido e melhorando sua qualidade de vida. Além disso, os beneficiários conseguem mais tempo para se dedicar ao trabalho e a família", destacou.

 As ações foram realizadas dentro da terceira fase do projeto No Clima da Caatinga, patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental e Governo Federal, e que busca contribuir para a conservação da Caatinga, único bioma exclusivamente brasileiro e um dos mais ameaçados do país. 

redacao@cidadeverde.com