Cidadeverde.com

Mutirão Floriano Limpa começa na segunda-feira

O prefeito Joel Rodrigues definiu, junto com secretários e diretores, a data de início do “Mutirão Floriano Limpa, Todos Contra o Mosquito”, uma campanha de limpeza de ruas e sarjetas, capina, poda, recolhimento de entulhos das ruas e dos quintais das residências. A ação, que começa na próxima segunda-feira, 8 de abril, é realizada pela secretaria Municipal de Saúde e tem como grande parceria a secretaria de Infraestrutura, que também terá equipe paralelas para serviços de iluminação pública e tapa-buracos. Cerca de 300 pessoas estarão envolvidas no mutirão, entre servidores da Infraestrutura e agentes de saúde e de endemias.

O trabalho será iniciado pelo bairro São Cristóvão e terá como pontapé inicial as proximidades da UBS Dirceu Arcoverde, às 8h, da segunda-feira. O bairro faz parte da região central, a primeira das cinco regiões divididas para a ação. Nesta etapa também são contemplados: Centro, Manguinha, Bosque Santa Teresinha, Jacob Demes, Caixa D´Água e parte do Irapuá I. A sequência do cronograma tem como base as regiões com maior incidência do mosquito Aedes Aegypti, que transmite doenças como Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela. 

Nos dias que antecedem a chegada das equipes a cada região, a secretaria de Comunicação avisará a população, através de redes sociais e carro de som volante, para que a população também possa fazer a limpeza dos quintais e leva-los para a frente das casas, para que a prefeitura faça o recolhimento dos entulhos. Mais de 50 bairros e residenciais receberão o mutirão, que nos últimos dois anos, ajudou a reduzir a incidência do mosquito em Floriano e, consequentemente, o registro de doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti. Segundo a secretária de Saúde, Thais Bráglia, desde que foi instituído o Mutirão Floriano Limpa, o número de casos de doenças, provocadas pelo mosquito vem caindo. Em 2017 foram notificados e confirmados 102 casos de Dengue e 166 de Chikungunya. Após o Mutirão, em 2018 foram notificados 4 casos de Dengue, com 3 casos confirmados e nenhum caso de Chikungunya. Em 2019, até o momento, foram notificados 3 casos e 2 confirmados. Não há registro de Chikungunya.

“Vamos chegar a todos os bairros, mas este trabalho é de todos e só terá seu objetivo alcançado, se a população também fizer a sua parte”, lembrou o prefeito Joel Rodrigues.

Fonte: Ascom