Cidadeverde.com

Coronavírus: Sesapi suspende cirurgias eletivas e estuda adquirir leitos de UTI

Fotos: Yasmim Cunha

Atualizada às 17h

O secretário de saúde, Florentino Neto, afirmou nesta segunda-feira (16) que o Estado possui 250 leitos de UTI e que está pleiteando novas unidades junto ao Ministério da Saúde, que vai disponibilizar 2.000 novos leitos nacionalmente. 

"Nós estamos com nossos hospitais preparados com nossas equipes a postos. Estamos adquirindo novos equipamentos, novos respiradores. Enviamos pedidos de mais EPIs, de parte de leitos alugados para Teresina e para o interior e se houver necessidade, podemos convocar novos profissionais", revelou o secretário.

Florentino participa de reunião com diretores de clínicas e hospitais particulares para repasse do plano de contensão do Covid-19 no Brasil.

O encontro debate a disponibilidade de leitos, e a reserva de locais nos hospitais privados destinados para pacientes diagnosticados. O COE reforçou os protocolos de atendimentos para pacientes com suspeitas dentre eles a disponibilidade de leitos de isolamento.

Rede privada está integrada

A Sesapi nega a situação de possíveis casos suspeitos não notificados na rede privada. "Todos os casos, todos os exames passam pelo Lacen e são acompanhados pelo Estado. O hospital de referência, tanto para a rede de saúde pública como privada, é o Hospital Natan Portela", assegurou.

Cirurgias eletivas suspensas por 15 dias na rede estadual 

Cirurgias, exames e consultas eletivas estão suspensas temporariamente por 15 dias no Piauí a partir desta segunda-feira (16). A medida da Secretária Estadual de Saúde segue orientação do Ministério da Saúde de reservar mais leitos hospitalares para casos suspeitos ou confirmados de Covid-19, o novo coronavírus.

Pacientes que aguardam data para cirurgia terão de esperar o contato da rede de regulação. Segundo a Sesapi, a medida não altera a ordem da fila quando a suspensão for encerrada.

A diretora de Descentralização e Organização Hospitalar da Sesapi, Joseane Oliveira, explica que o cancelamento vale apenas para procedimentos eletivos, aqueles que não são procedimentos de urgência.

"Queremos acalmar as pessoas da regulação. Esses pacientes afetados serão contactados após 15 dias. Como não temos nenhum caso confirmado, nenhum caso no Piauí, vamos aguardar o andamento da situação. Não sabemos se esse cancelamento será de 15 dias ou se esse aumento será aumentado posteriormente", alertou.

Os procedimentos de urgência e emergência continuam em toda a rede hospitalar estadual.

 

Hospital Getúlio Vargas 

O diretor-geral do Hospital Getúlio Vargas (HGV), Gilberto Albuquerque, publicou circular tomando medidas preventivas a serem adotadas na unidade. Estão suspensas as consultas no Ambulatório Integrado Dirceu Mendes Arcoverde, os estágios curriculares e as visitas para pacientes serão restritas e com alguns critérios.

As medidas serão colocadas em prática a partir desta segunda-feira (16), com as seguintes recomendações: restringir o número de visitantes aos pacientes durante o período de circulação dos agentes causadores de síndromes gripais, como o novo Coronavírus (Covid-19).

As recomendações, de acordo com o HGV, incluem: os pacientes com acompanhante terão a visita suspensa; aos pacientes sem acompanhante será permitido um visitante por dia, evitando-se a entrada de pessoas com sintomas gripais.

Também foi recomendada a suspensão dos estágios curriculares, exceto os Internatos de Medicina, Estágios Extracurriculares da Sesapi, Programa de Voluntários, Residências Médicas e Multiprofissionais. Também estão suspensas as atividades coletivas no auditório.

As consultas ambulatoriais também estáo suspensas, exceto as de retorno pós-operatório e as atividades educativas sobre higiene de mãos e etiqueta respiratória serão intensificadas.

 

Flash Valmir Macêdo
[email protected]