Cidadeverde.com

Quarentena alerta para violência doméstica; veja números para denúncia

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

A quarentena pelo Covid-19 está fazendo com que muitas mulheres vítimas de violência convivam com seus agressores por mais tempo dentro de casas, o que pode aumentar os conflitos de violência doméstica. Uma campanha intitulada “Ei mermã” está reforçando os canais de atendimento para a defesa da mulher durante o período de isolamento domiciliar.

A Coordenadoria Estadual de Políticas para as Mulheres (CEPM), desenvolve a campanha. Para facilitar a comunicação das mulheres em situação de violência foi disponibilizado o número (86) 9433-0809  para população mandar mensagens de texto ( Whatsapp ) direto para o Centro de Referência Francisca Trindade.

O centro de Referência Francisca Trindade, receberá as mensagens de textos e ajudará a mulher ser assistida pelos órgãos competentes de forma imediata. Esse número serve para as mulheres tirarem dúvidas de como proceder ao sofre ou presenciar alguma violência de gênero.

“Pesquisas recentes com relação a China apontou que durante o período do coronavírus teve um aumento no índice de violência contra as mulheres e  pesquisas recentes também já no Brasil, no Rio de Janeiro teve o mesmo resultado. Nesse sentido, nós temos que ampliar nesse período de quarentena a divulgação dos canais que poderão  está ouvindo, acolhendo essas mulheres em situação de violência para que possamos minimizar esse problema”, explicou a coordenadora geral da CEPM, Zenaide Lustosa.

A Central de Flagrantes estará realizando atendimento 24h para crimes de violência doméstica contra a mulher, feminicídio, estupro e a critério da autoridade policial.

A Patrulha Maria da Penha manterá o contato com as assistidas via celular e/ou whatsapp.

Em caso de emergência a vítima também pode ligar para o 190, ou pelo aplicativo Salve Maria

Da redação
[email protected]