Cidadeverde.com

Prefeitura cria Programa Teresina Solidária para arrecadar alimentos durante pandemia

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com


A Prefeitura de Teresina lançou nesta sexta -feira (27) uma ação de apoio emergencial destinado aos trabalhadores autônomos que suspenderam suas atividades em cumprimento a medida de combate ao novo Coronavírus. Chamada de Teresina Solidária, a iniciativa pretende mobilizar a população, a partir deste sábado (28),  para fazer doações de gênero alimentícios e cestas básicas através de uma plataforma que vai articular as ações do poder público municipal e da sociedade civil.

“Essa crise afetou principalmente os trabalhadores autônomos e pessoas de baixa renda. Precisamos apoiar essa parcela da população que mais precisa de ajuda nesse momento”, ressaltou o prefeito Firmino Filho.

Como aderir

As famílias poderão requerer o benefício a partir de amanhã (sábado) por meio de uma plataforma de cadastro que será disponibilizado no site da Prefeitura (www.teresina.pi.gov.br), colocando suas informações socioeconômicas básicas. As declarações passarão pela análise de técnicos da Semcaspi. 

Como ajudar

Quem quiser ajudar, seguindo as orientações de prevenção, pode levar suas doações a partir de amanhã (28) em dois pontos de recolhimento, no horário das 8h às 13h: o Centro Paroquial de Fátima, localizado na Praça D. Avelar - Bairro de Fátima e o depósito da Semcaspi, na Rua Pedro Freitas, nº 1995 - Bairro São Pedro. Todo o trabalho dos envolvidos na ação será feito por escala e com uso de equipamentos de proteção individuais recomendados pelos órgãos de saúde.

“Os donativos serão entregues às famílias pela rede de solidariedade cumprindo todo o protocolo de higienização pelas equipes da organização, formadas por servidores do município e representantes de entidades de assistência social”, afirma o secretário da Semcaspi, Samuel Silveira.

Para a coordenadora do comitê, Janaína Carvalho, a ação é de extrema importância nesse momento de mudança na rotina das famílias. “Muitos trabalhadores perderam a capacidade de provisão das suas famílias. Os efeitos do atual contexto apresentado exigem de todos nós uma sensibilidade e uma atitude de solidariedade”, ressalta.

O trabalho de mobilização e divulgação será feito pelas redes sociais, imprensa e ainda contará com o apoio de entidades não-governamentais, líderes religiosos e com o Teresina Transforma, plataforma de voluntariado que já conta com 700 inscritos (teresinatransforma.pmt.pi.gov.br). Para mais informações, foram disponibilizados os  telefones 3131-4729 e 3131-4730.

A coordenação do programa está a cargo de um comitê formado pelas secretarias de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), Fundação Wall Ferraz (FWF), Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM) e Prodater. Nesta ação, a sociedade civil e ONG´s serão representadas pela Associação Social Arquidiocesana (ASA).

 

Da Redação
[email protected]