Cidadeverde.com

Papa faz oração pelo fim da pandemia de coronavírus, em Praça São Pedro vazia

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

EN: From this colonnade that embraces Rome and the whole world, may God’s blessing come down upon you as a consoling embrace. PT: Desta colunata que abrac?a Roma e o mundo desc?a sobre vo?s, como um abrac?o consolador, a be?nc?a?o de Deus. ES: Desde esta columnata que abraza a Roma y al mundo, descienda sobre vosotros, como un abrazo consolador, la bendicio?n de Dios. IT: Da questo colonnato che abbraccia Roma e il mondo scenda su di voi, come un abbraccio consolante, la benedizione di Dio. FR: Que, de cette colonnade qui embrasse Rome et le monde, descende sur vous, comme une e?treinte consolante, la be?ne?diction de Dieu. DE: Von diesen Kolonnaden aus, die Rom und die Welt umarmen, komme der Segen Gottes wie eine tro?stende Umarmung auf euch herab.

Uma publicação compartilhada por Pope Francis (@franciscus) em

 


O papa Francisco realizou uma oração especial pelo fim da pandemia do novo coronavírus nesta sexta-feira, 27. A celebração ocorreu em uma Praça São Pedro isolada e bloqueada para fiéis. O papa rezou diante do "Crucifixo Milagroso", que foi levado para a Praça São Pedro, no Vaticano, onde ficará exposto por tempo indeterminado.

A iniciativa havia sido anunciada pelo papa no domingo, dia 22, durante o Angelus, quando o sumo pontífice disse: "convido todos a participar espiritualmente através dos meios de comunicação".

A cerimônia foi transmitida ao vivo para o mundo pela Vatican Media e pôde ser acompanhada em vários idiomas pelo site oficial, pelo Facebook Live e pelo YouTube.

O papa fez leituras das Escrituras, orações de súplica e adoração ao Santíssimo Sacramento, e concluiu dando a bênção "Urbi et orbi".

No dia 15 de março, em meio a pandemia que assola o mundo, o sumo pontífice também esteve diante do "Crucifixo Milagroso" e também fez uma oração especial pelo fim dos casos da covid-19.

Pior dia na Itália

O Ministério da Saúde da Itália registrou ao menos 969 mortes por causa do coronavírus na quinta-feira, 26, o maior número desde o início da epidemia no país, e um aumento de 11,9% em relação ao dia anterior (quarta-feira, 25). O balanço divulgado nesta sexta-feira, 27, mostra que, no total, desde o início da epidemia, o país contabiliza 9.134 mortos. 

Fonte: Estadão Conteúdo