Cidadeverde.com

Covid-19: infectologista explica quando é o momento de procurar ajuda médica

O médico infectologista Kelson Veras explicou que a tosse não é fator suficiente para buscar ajuda médica por suspeita de Covid-19. Segundo ele, a dificuldade de respirar caracterizada por cansaço é uma dos sintomas de alerta para o risco de evolução da infecção.

“As tosses podem ser indicativas de um processo grave e mostra que o vírus está atingindo as vias respiratórias”, disse.  “Aquela sensação de você estar em repouso e se sentir como se tivesse dado uma corrida, sentir falta de ar. Esse é o momento de procurar o hospital”, completou.

A tosse e a dificuldade de respirar são os reflexos da atuação do vírus no trato respiratório que vai desde a traquéia, os brônquios até os pulmões. O médico explica que ainda não há a história natural da doença. Os estudos iniciais vêm da China e englobam os pacientes que precisaram de internação.

Ficar em casa ainda que gripado

De acordo com Veras, a febre costuma vir primeiro que a tosse, que é muito frequente. Ainda com os sintomas leves, a melhor indicação é se tratar em casa para não correr o risco de transmitir o vírus para mais pessoas.

“Como a Covid-10 pode ser apenas uma indisposição, uma febre ou apenas uma gripe comum, essas pessoas devem ficar em casa porque elas transmitem com muita eficácia. Elas devem ficar em casa em isolamento o máximo possível e se medicar com os chamados sintomáticos, um remédio para melhorar a dor, para melhorar a febre, uma mediação para descongestionar o nariz e deixar para procurar assistência médica-hospitalar apenas em casos que são graves”, explicou.

Valmir Macêdo
[email protected]