Cidadeverde.com

Professor dá dicas de como estudantes devem se preparar para o Enem no isolamento social

 

Apesar do atual cenário que de pandemia do novo coronavírus, o Ministétio da Educação está mantendo o calendário para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). No entanto, a maior parte das escolas em todo Brasil cumpre o isolamento social, anteciparam férias ou estão dando aulas virtuais. 

O professor Neto Ceará dá dicas para os estudantes que estão em casa, mas que vão fazer as provas no início de novembro, para não perderem o ritmo até o retorno das aulas presenciais. 

Segundo o professor, os estudantes têm que manter uma rotina de estudo de pelo menos oito horas durante o dia, revisando os principais conteúdos e focando os que têm mais dificuldade. 

“Manter uma rotina com no mínimo oito horas, sendo quatro pela manhã e quatro tarde/noite; aproveitar esse tempo que está em casa, para assistir videoaulas, fazer simulados, resolver exercícios, é muito importante focar no que tem mais dificuldade e fazer provas de Enem anteriores”, aconselha Ceará.  

Ele confirmou que a partir do dia 13, muitas escolas estarão trabalhando em ritmo de Educação à Distância (EAD) para minimizar os prejuízos. 

Problemas na isenção

Nesta semana, estão abertas as inscrições para quem tem direito a isenção da taxa. Mas, muitos estudantes estão tendo dificuldade no acesso ao site. O coordenador do pré-Enem Seduc, professor Wellington Soares, informou que os alunos precisam colocar o CPF e a data de nascimento e em alguns dá como se não estivesse coincidindo com a data presente na Receita Federal.  

“Quando isso ocorrer, você deve entrar em contato com o Inep, através do telefone 0800 61 6161, até corrigirem o erro”, informou Soares.

Veja quem tem direito a isenção

 

Caroline Oliveira
[email protected]