Cidadeverde.com

Estado remanejou para Saúde e Segurança 81 carros de outros órgãos, diz Merlong

O secretário de Administração, Merlong Solano, negou a locação de novos cargos pelo governo do Estado no combate a Covid-19. Ele informou que 81 veículos de outras pastas já foram encaminhados para órgãos da Saúde e da Segurança. A meta é chegar a 150 carros remanejados.

“Estamos com limite financeiro, todos. O remanejamento de recursos de outros órgãos que não estão diretamente envolvidos no combate ao coronavírus para aqueles que estão diretamente envolvidos no combate ao coronavírus e à segurança pública”, informou Merlong. 

Dos 81 veículos remanejados, 53 foram para a Polícia Militar 10 para a Secretaria de Saúde (Sesapi), 4 para a Vigilância Sanitária, 2 para a Delegacia Geral e dois para hospitais, sendo um para o Hospital Getúlio Vargas (HGV) e outro para o Hospital Justino Luz em Picos. De acordo com Merlong, a meta é chegar a 150 veículos remanejados. 

O secretário de Administração informou ainda que a Comissão de Gestão Financeira do estado baixou uma resolução determinando a impossibilidade de novos contratos, incluindo os de locação de veículos.

União só repassou R$ 2 por habitante, diz Merlong

Merlong Solano disse que a administração estadual está em um “contexto de severa orientação financeira” e voltou a apontar a falta de participação do governo federal nos esforço dos estados brasileiros no combate ao coronavírus.

O secretário informou que a União só repassou o que equivale a R$ 2 por piauiense. O Piauí possui cerca de 3 milhões de habitantes.

“Até agora o que veio de Brasília foram R$ 6,4 milhões. R$ 2 por cada cidadão piauiense, que é o dinheiro que até agora o governo federal mandou para as ações diretamente da área de saúde. Muito pouco. O estado já tem gastos processados na ordem de R$ 150 milhões nesse processo de combate ao coronavírus”, afirmou. 

Merlong ainda lamentou que a internet continua sendo usada para “espalhar mentiras que só contribuem para desinformar a população”, após publicações viralizarem denunciando a locação de novos carros pelo governo.

Valmir Macêdo
[email protected]