Cidadeverde.com

Prefeitura obriga hospitais informar sobre pacientes com síndrome gripal

Foto:Roberta Aline

A prefeitura de Teresina informa que, a partir de hoje (29), os hospitais da rede pública municipal, estadual, federal e privada da capital são obrigados a fornecer informações diárias sobre pacientes com síndromes gripal e respiratória aguda grave ao Centro de Operações de Emergência em Saúde, sob a coordenação da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

A medida tem como objetivo garantir informações atualizadas sobre atendimentos e sobre a disponibilidade de leitos, permitindo uma melhor gestão dos serviços de saúde durante a pandemia do novo Coronavírus.

“Nossa intenção é melhor orientar os gestores, a fim de que se evite o colapso dos serviços de saúde na nossa cidade”, explica o prefeito. O decreto determina que os hospitais preencham o censo hospitalar diário, informando o quantitativo de atendimento das últimas 24h de pacientes atendidos com síndrome gripal (SG) e síndrome respiratória aguda grave (SRAG), além do número de leitos de observação, estabilização, internação e Unidade de Terapia Intensiva e Semi-Intesiva. A determinação também deve ser cumprida por clínicas privadas.

A prefeitura afirma que a obrigatoriedade consta em decreto assinado pelo prefeito Firmino Filho.

As informações deverão, de forma obrigatória, ser fornecidas diariamente às 13h. “A situação ainda demanda o emprego urgente de medidas de prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública. Portanto, esse decreto é mais um esforço da administração municipal no enfrentamento à crise sanitária causada por esta pandemia”, ressalta o prefeito Firmino Filho.

As informações devem ser lançadas na plataforma online disponibilizada pela Prefeitura de Teresina, denominada “Sistema de Controle e Notificações Virais”, por meio do site http://conv.fms.pmt.pi.gov.br, observadas as especificações do formulário próprio.


Da redação
[email protected]