Cidadeverde.com

Em live, cientista pede que Piauí crie brigadas contra o coronavírus e governador autoriza

Foto: Reprodução

O cientista Miguel Nicodellis, um dos 20 mais importantes do mundo e presidente do Comitê Científico do Consórcio Nordeste, fez um apelo ao governador Wellington Dias, durante uma live nesta segunda-feira (4), para que o Piauí faça um decreto criando brigadas estaduais emergenciais contra o coronavírus. As brigadas são compostas por profissionais de saúde, estudantes, médicos brasileiros formados no exterior e voluntários. O objetivo é chegar a regiões críticas atingidas pela covid-19. O Consórcio de Governadores do Nordeste já havia aprovado o modelo. A Bahia deve ser o primeiro estado a implantar.

"Se o senhor puder fazer esse decreto das brigadas rapidamente no Piauí, já que o estado tem uma boa vantagem. O Piauí está em uma posição  que ainda pode segurar tudo isso. Pode ser um caso de sucesso no Nordeste. Eu tenho essa sensação. Se o senhor conseguir fazer esse decreto das brigadas rapidamente, ainda esta semana, nós acoplamos o monitora brigadas e o senhor tem uma nova ferramenta que vai ajudar nas áreas críticas", disse Nicodellis.

O governador, ainda durante a live, autorizou os secretários de governo e saúde a formatarem uma minura de decreto semelhante ao da Bahia. "A Bahia ficou de fazer a minuta. E vamos adequar a nossa realidade", disse Wellington Dias.

"Já está autorizado ao secretario de saúde e de governo para providenciar", acrescentou o governador.

Para o cientista, as brigadas no Nordeste podem reunir até 15 pessoas contra o coronavírus na região. "O exército médico pode ser dobrado no Nordeste e pode salvar vidas. Estamos recebendo adesão internacional. Existem 15 mil pessoas disponíveis para ajudar. Eu faço esse apelo ao senhor. O Piauí está sendo pioneiro", afirmou o cientista.

Miguel Nicodellis aproveitou a live e fez um apelo para que os piauienses cumpram o isolamento social.  "O isolamento social é a maior arma que nós temos nesse momento, em que não temos vacina, para impedir que o sistema de saúde entre em sobrecarga e colapso. É uma questão de perseverança nesse momento. Questão de heroísmo individual de quem pode ser manter em casa, fazer. É questão vital", declarou.

O cientista explica que é preciso uma "operação de guerra" contra o avanço do coronavírus. Miguel Nicodellis destacou a importância do aplicativo Monitora Covid, desenvolvido pelo Consórcio Nordeste, para impedir o avanço da doença.

Através do Monitora Covid é possível acompanhar e informar a situação de pessoas que estão com sintomas da doença, com identificação dos sintomas suspeitos, orientação para atendimento médico e indicação do posto de atendimento mais próximo. O Piauí é o 2º estado do Nordeste com mais downloads do app.

"Estamos criando o maior banco de dados de alerta para o Coronavírus no brasil. É vital o acoplamento do Monitora Covid com a telemedicina. Monitora Covid é nossa melhor esperança de ter um número de casos próximo da realidade", disse o cientista, que pede que as pessoas baixem o app. A meta é que até o fim desta semana 100 mil usuários façam o download. 

Miguel Nicodellis diz que é preciso isolar  as pessoas que estão com coronavírus e também saber com quem elas falaram nos últimos dias para que se possa saber se elas  têm sintomas. Através desse "trabalho de formiguinha" é possível diminuir o número de ocupação em leitos de UTI.

O cientista comentou, ainda,  os números  de Covid no Brasil e defendeu que há uma grande subnotificação dos casos. 

"A subnotificação no Brasil pode chegar até 12 vezes mais. Eu trabalho com a possibilidade de ter 1 milhão de casos", disse.

Izabella Pimentel
[email protected]