Cidadeverde.com

Maternidade Evangelina Rosa passa por processo de sanitização total

Foto: Ascom/Mder

A Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER) realizou, no último final de semana, um serviço de sanitização de seu prédio em mais uma ação preventiva acerca da pandemia de Covid-19. Áreas criticas, não críticas, semicríticas, repousos, pisos, tetos, paredes da área interna e externa foram higienizados.

Segundo o coordenador geral de Apoio da MDER, Kerdson Oliveira, o trabalho feito por um empresa terceirizada foi realizado com quaternários de amônio de quinta geração que são uma família de compostos antimicrobianos agentes ativos catiônicos fortes e possuem atividade desinfetante poderosa, inclusive viruscida, além de bactericida, bacteriostática, germicida, fungicida, entre outras. “Este aparelho, ao invés de encharcar o produto na parede, solta um vapor que penetra nas superfícies e reforça mais a atuação”, explica Kerdson.

O diretor geral da maternidade, Francisco Macêdo, ressaltou o trabalho de contingenciamento contra o coronavírus na instituição. “A união de esforços, capacitação de servidores e as medidas preventivas tomadas no momento certo estão concorrendo para segurança de pacientes e profissionais da casa”, lembra.

A Maternidade Dona Evngelina Rosa é referência em tratamento de alta complexidade e, até o momento, nenhum dos bebês que passou pela unidade contraiu o novo coronavírus. Diante do enfrentamento de uma doença séria, a MDER está com todos seus setores orientados e treinados para trabalhar no combate à pandemia. Foi instalado, na parte externa da unidade, um estande com consultório e recepção para receber gestantes e orientá-las, testá-las e classificá-las quanto ao risco, além encaminhá-las para o local indicado. Uma ambulância é disponibilizada para transferência pacientes em casos necessários.

Além disso, A MDER tem disponíveis dez leitos de UTI e 16 leitos de internação clínica, além da Ala E que está disponibilizada para receber gestantes e puérperas com casos confirmados da doença. A MDER vem tomando diversas medidas para proteger pacientes e colaboradores. Não está sendo permitida a presença de acompanhantes nos Centros Cirúrgicos (CC), Obstétrico (COS) e Sala de Recuperação pós-anestésica. As visitas a pacientes estão suspensas.

A diretoria da Casa também orientou a ficar em casa em isolamento social os servidores que têm mais de 65 anos e aqueles acima de 60 que possuem comorbidades (associação de duas ou de várias doenças que aparecem de modo simultâneo) ou sintomas da Covid-19. Os setores administrativos estão trabalhando em escalas alternadas para evitar aglomerações. O uso de aparelho celular também está proibido em alas de tratamento da Covid-19.

Da Redação
[email protected]