Cidadeverde.com

Pandemia: Piauí registra queda de 43% na arrecadação, a maior do País

Foto: Roberta Aline

Levantamento do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) revela que o Piauí é o único Estado com perda superior a 30% de arrecadação. A estatística - que comparou abril de 2019 com 2020 - mostra os primeiros prejuízos do estado após a pandemia do novo coronavírus. Segundo apurou o Cidadeverde.com, o Piauí teve uma perda de mais de R$ 220 milhões. 

A maior queda da arrecadação ocorreu no Piauí, 43,7%, seguida de Minas Gerais que acumula prejuízo de 27,4%, e no Ceará, 27%. No Rio de Janeiro a queda de arrecadação foi de 8,7% e em São Paulo foi de 21,3%. O Piauí tem uma receita em média por mês de R$ 440 milhões com arrecadação própria (ICMS/IPVA/IPCMD e outras taxas). 

Pelo levantamento, a perda real de arrecadação dos estados brasileiros foi de 17,4% em abril de 2020 comparado a abril de 2019. Com exceção de Rondônia, que teve aumento de 3,2%, e Roraima, aumento de 9,5%, todos os estados tiveram queda de arrecadação. 

O secretário Estadual de Fazenda, Rafael Fonteles, informou ao portal Cidadeverde.com que a maior parte dessa queda de 43%  é atribuída a pandemia.

"A pandemia teve impacto e adicionado a isso teve receita extraordinária ocorrida em abril de 2019, por isso essa queda", disse o secretário. 

Para o governo, a queda de maio pode ser maior e é relacionada ao impacto direto da pandemia. A previsão é que haja redução de 40%, podendo chegar a 50%, devido ao isolamento social e parte do serviços comerciais sem funcionar.

O fôlego do governo é o socorro emergencial aos estados. Pelo projeto aprovado, o Piauí receberá cerca de R$ 400 milhões do governo federal.

 

Flash Yala Sena
[email protected]