Cidadeverde.com

Desrespeito a decreto leva visitantes a serem multados em praias do Piauí

Visitantes têm desrespeitado o isolamento social para frequentar os pontos turísticos do município de Luís Correia, como praias e lagoas. Um grupo chegou a fazer uma carreata em uma das praias, um dos carros chega a capotar durante uma manobra. A Prefeitura de Luis Correia decretou a proibição de acesso a esses locais devido a pandemia da Covid-19 para evitar aglomeração.

Para inibir essa situação, a Polícia Militar e a Vigilância Municipal chegam a aplicar, respectivamente, termos circunstanciado de ocorrência (TCO) e multas em quem desrespeita o decreto municipal, mas - mesmo com essa medida - alguns visitantes continuam a desrespeitar o decreto. 

Na tentativa de conscientizar os moradores e turistas, técnicos da prefeitura têm caminhado por esses pontos para explicar os riscos da contaminação pelo novo coronavírus. Algumas praias chegaram a ter o acesso bloqueado pelo poder executivo municipal.

 A diretora de Vigilância Sanitária da Prefeitura de Luís Correia, Flávia Ribeiro, comentou em entrevista ao Jornal do Piauí, nesta terça-feira (26), que  "tem sido difícil o Município fazer o controle" das pessoas que desrespeitam o isolamento para frequentar os pontos de lazer. 

"Foi decretado um decreto em abril proibindo o acesso de veículo e de aglomerações (de pessoas) nesses pontos de lazer. Desde quando foi publicado esse decreto, as fiscalizações tanto da Vigilância Sanitária como da Polícia Militar têm se intensificado com a aplicação de multa e TCO nessas pessoas que insistem em descumprir o decreto".

Flávia Ribeiro ressalta que o decreto também foi uma tentativa de evitar o turismo no município diante dos constantes feriados prolongados, já que, por exemplo, o Governo do Estado também antecipou algumas "comemorações de datas" na tentativa de ampliar  o isolamento social.

"Infelizmente, isso também é uma tentativa de inibir o turismo na nossa cidade por conta dos vários feriados prolongados que tivemos. Se todas as pessoas acharem que vão ficar isoladas na praia, ela vai ficar cheia de turistas. Não tem como, por isso estamos penalizando essas pessoas que insistem nesse acesso", comentou a diretora. 

Mesmo com o bloqueio em alguns acessos, a diretora diz que as pessoas tentam burlar a situação para entrar nas praias. Os gestores municipais estudam outras formas de tentar impedir a entrada dos visitantes nos locais que é possível fechar o acesso. Sobre a conversa com os visitantes, a diretora comenta que muitos resistem sair da praia, muitas vezes porque estão fazendo  o uso de bebida alcoólica.

Carlienne Carpaso
[email protected]