Cidadeverde.com

Busca e apreensão localiza 20 respiradores do Piauí em empresa de São Paulo

Foto:Obtida pelo cidadeverde.com

O Procurador Geral do Estado, Plínio Clerton, confirmou agora há pouco que cumprimento de mandado de busca e apreensão localizou 20 respiradores mecânicos comprados pelo Piauí que haviam sido confiscados pelo Ministério da Saúde. 

O mandado foi cumprido na noite dessa terça-feira (26)  na cidade de Osasco (SP),  na empresa Intermed, onde foram localizados os equipamentos.   A  previsão é que hoje seja expedida outra ordem para empresa MagnaMed, que tem 21 respiradores.

O  procurador  informou ao Cidadeverde.com que a busca e apreensão encerrou por volta das 22h e não tinha como fazer o embarque imediato dos equipamentos. O  governo enviou um avião e os respiradores já estão chegando ao Estado hoje de manhã.

A busca e apreensão foi determinada pelo juiz Márcio Braga Magalhães, da 2ª Vara Federal, que determinou que o Ministério da Saúde devolva os respiradores para o Piauí que foram retidos a pedido do governo federal para distribuição em todo o País. 

O procurador Geral do Estado, Plínio Clerton, argumenta que a compra dos respiradores foi feita antes da pandemia do novo coronavírus e o governo foi surpreendido com o confisco do Ministério da Saúde. 

Na decisão, o juiz Márcio Braga  determina que as empresas - Magnamed e Intermed - entreguem os 80 respiradores da Secretaria Estadual de Saúde. 

Os respiradores são acionados nos casos mais graves da Covid-19. A preocupação é que o vírus tem uma capacidade de atingir o tecido pulmonar e os ventiladores mecânicos são uma esperança, já que o parelho dar tempo do organismo do paciente se recuperar e a pessoa sobreviver.

Atualmente, 55% dos leitos com respiradores no Piauí estão ocupados. 


Flash Yala Sena
[email protected]