Cidadeverde.com

Governador pede cautela após manifestação de empresários por abertura de atividades

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O governador Wellington Dias (PT) afirma que a volta desordenada das atividades econômicas aumentará o número de mortes do Piauí. A declaração foi dada em resposta a manifestação realizada por empresários na manhã desta quinta-feira (28), que teve início em frente ao Palácio de Cidade e seguiu para o Palácio de Karnak. 

Os manifestantes de vário setores da economia pediram o retorno das atividades e acusam o governo e a Prefeitura de Teresina de não se esforçarem para a elaboração do protocolo de abertura gradual das atividades. Wellington diz entender a angústia dos empresários, mas afirma que a vida é mais importante que a economia. 

“Compreendo a angústia e prejuízos econômicos. Pelo setor público, também recebo os reflexos e sei do impacto social. A volta desordenada por outro lado é o caminho da morte para dezenas de pessoas. Parecem duas coisas e não são. Olhando para o Brasil, o Piauí teria cerca de 850 óbitos se não tivéssemos adotados as medidas que adotamos, evitamos a morte de mais de 700 pessoas. Quanto vale uma vida?”, destacou. 

Wellington Dias questionou a ausência de trabalhadores no ato. Segundo ele, a manifestação contou com a presença apenas dos empresários. 

“O vírus que causa a doença COVID 19, que não tem vacina e nem um remédio específico,  é o inimigo comum, da Saúde e da economia. Estamos, com responsabilidade, tratando da retomada, os protocolos já bem andados e dialogando com empreendedores e trabalhadores. Pergunto: quantos trabalhadores tinha na manifestação? Eu tenho preocupação com empreendedores, mas também com os trabalhadores”, afirmou.

Vereadores se manifestam contra a manifestação

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O ato realizado pelos empresários causou repercussão também na Câmara de Teresina. A líder do prefeito, vereador Graça Amorim, seguiu o mesmo tom do governador e defendeu o retorno organizado. 

“Compreendo. Mas acho que o retorno depende muito do nível de contaminação do nosso povo pelo vírus, e a última pesquisa feita pela prefeitura mostra que  houve uma evolução significativa. Mas a prefeitura já tem um planejamento para retomada das atividades econômicas que serão feita de forma gradual logo que o índice de contaminação chegue abaixo de 1%. Atualmente encontra-se em 1,86%. Para um retorno seguro, temos que continuar tendo calma”, destacou.

O vereador Enzo Samuel (PDT) repudia a manifestação De acordo com o parlamentar, é um desrespeito com os trabalhadores e com as famílias que perderam seus entes queridos para o Covid-19.

“Eu repudio a atitude do presidente do Fecomércio Piauí que orienta os empresários a retomar as atividades sem o respeito aos protocolos de segurança. Isso é colocar a vida do trabalhador em risco, é preciso valorizar e respeitar mais a vida dos trabalhadores. Incentivar a retomada no momento em que o Piauí aumenta o número de mortes, é uma atitude semelhante à de genocida, porque quem vai para o balcão de trabalho é o trabalhador, o trabalhador também é essencial para nossa economia e temos que defendê-los e prezar pela sua vida”, argumentou. 

O vereador Venâncio classificou a manifestação como “muito ruim”. “É muito ruim. Gera aglomeração. Estamos prestes ao lançamento do protocolo com as diretrizes para retorno das atividades econômicas”, afirmou.

Lídia Brito
[email protected]