Cidadeverde.com

Barreira sanitária de Teresina será deslocada para a entrada de Timon

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

A partir desta quarta-feira (03) a barreira sanitária instalada na entrada da Ponte Metálica, em Teresina, será deslocada para a entrada da cidade de Timon (MA), na BR-316. A mudança vai permitir um controle maior do acesso de pessoas vindas de cidades maranhenses que não estão pactuadas com a capital através da regulação do Sistema Único de Saúde. 

A decisão de alterar o local da barreira já vinha sendo discutida e foi acertada durante videoconferência realizada na semana passada com a participação dos prefeitos das duas cidades, Firmino Filho e Luciano Leitoa, além de representantes do Ministério Público Federal e Estadual do Maranhão. A medida também tem como objetivo melhorar o fluxo de veículos entre Teresina e Timon.

“No mês de maio, Teresina recebeu uma grande quantidade de pessoas que se declararam do Maranhão e registramos uma ocupação de leitos por pacientes não regulados pelo SUS. Vamos honrar nossa pactuação com Timon e outros 16 municípios maranhenses, garantindo acesso a todos os pacientes dessas cidades ao nosso sistema de saúde pública, mas não podemos ultrapassar esse nosso nível de responsabilidade”, justificou o prefeito Firmino Filho.

O prefeito de Timon, Luciano Leitoa, ressaltou que o trabalho nas barreiras será  realizado através de uma parceria entre os dois municípios. “Teresina é referência para os timonenses em vários aspectos. Então é fundamental buscar soluções que facilitem a vida dos cidadãos das duas cidades. Faremos um trabalho conjunto com as equipes da guarda municipal e equipes da saúde de Teresina e Timon para controlar a entrada de pessoas e monitorar o estado de saúde delas”. 

De acordo com o Comandante da Guarda Municipal de Teresina, tenente-coronel John Feitosa, as pessoas que se identificarem nas barreiras com sintomas de Covid-19 serão encaminhadas para o sistema de saúde de Timon. “Todo o nosso efetivo da Guarda, da Fundação Municipal de Saúde e da Strans irá colaborar com a equipe da Prefeitura de Timon para que eles possam conduzir este trabalho a partir de agora”, ressaltou.

As barreiras instaladas nas outras duas pontes que ligam Teresina à cidade de Timon vão permanecer, mas sem equipe de saúde e sem exigência de apresentação do cadastro. Os guardas farão o controle da entrada de veículos, verificando a documentação, mas qualquer ocorrência relacionada à pandemia será comunicada às autoridades de saúde.

Da Redação
[email protected]