Cidadeverde.com

Hospitais privados de Teresina têm mais de 80% dos leitos de UTI ocupados

Foto:Arquivo/Cidadeverde.com 

Os hospitais da rede privada de Teresina, que atendem pacientes com coronavírus, estão com os leitos  das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) com mais de 80% de ocupação.  As informações constam em boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), divulgado na noite dessa quarta-feira (3). 

A situação mais crítica é no Hospital Unimed. Lá, segundo os dados da Sesapi, dos 20 leitos exclusivos para Covid-19, 19 estão ocupados. O que representa uma taxa de ocupação de 95%. 

No Hospital São Marcos a lotação nas chamadas UTIs Covid-19 é de 85%. Das 20 vagas, 17 estão com pacientes. 

O  Prontomed tem taxa de ocupação é de 83,3%. Já nos leitos contratados pelo Governo do Estado  no hospital a lotação de é 70%. 

No Hospital São Paulo a situação é um pouco melhor. Lá, ocupação dos leitos de UTI para casos de Covid-19 é de 50%. 

Ainda de acordo com os dados divulgados pela Sesapi, a situação da rede hospitalar pública também é preocupante. O Hospital Getúlio Vargas, o maior do Estado, chegou ontem à capacidade máxima na ocupação da UTI Covid. Hoje (4) novos leitos foram abertos. 

No Hospital de Urgência de Teresina (HUT) todas 26 vagas de terapia intensiva disponíveis  também estão ocupadas. A situação é parecida com a do Hospital Universitário da UFPI, onde em 93% das UTI tem pacientes internados.  O HU chegou ontem no limite de  ocupação de leitos clínicos.

Na Maternidade Dona Evangelina Rosa dos 10 leitos de UTI para Covid, 7 estão ocupados. 

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

 

Melhora

O Hospital referência para tratar casos Covid-19, Instituto de Doenças Tropicais Natan Portella, a ocupação nas UTI é de 33%. No Hospital Infantil Lucídio Portela, que já teve lotação quase máxima, segundo a Sesapi, até ontem estava com todas vagas disponíveis, um total de 5. 

Chama atenção também que n Hospital Infantil dos 11 leitos clínicos disponíveis, apenas 2 estão ocupados.  
 
Dados geral

O Boletim da Sesapi mostra que dos 195 leitos de UTI para Covid-19  em Teresina, apenas 61 estão livres. Já no interior do Estado, do total de 86, 34 estão disponíveis. 

Em porcentagem, a taxa de ocupação dos leitos de UTI em todo Piauí no setor público é de 60,4%. Já nos hospitais da rede privada é 79,8%. 

Apesar do crescimento da ocupação, o presidente do Sindicato dos Hospitais, Clínicas, Casas de Saúde e Laboratórios de Pesquisas e Análises Clínicas do Estado do Piauí- Sindihospi, Jefferson Campelo, acredita que a situação está controlada. 

"Cresceu um poucos no últimos 15 dias, mas a situação está sob controle. Chegaram 170 respiradores e os gestores estão empenhados em abrir mais leitos de UTI", avalia  Jefferson Campelo, que informa ainda que os equipamentos estão em fase de teste. 

Ontem o Piauí chegou à marca de 6064 casos confirmados de Covid-19 e 202 óbitos. 

 

Izabella Pimentel
[email protected]