Cidadeverde.com

Sindhospi diz que atendimentos voltaram com segurança

O Sindicato dos Hospitais, Clínicas, Casas de Saúde e Laboratórios de Análises Clínicas e Pesquisas do Estado do Piauí (Sindhospi) informou nesta quinta-feira (4), que os atendimentos estão retornando de forma segura para os pacientes. A entidade ganhou na justiça o direito de retornar às atividades sem restrições mesmo com os decretos da prefeitura de Teresina.

"A gente tem que entender que as pessoas não adoecem apenas da covid-19. As pessoas também são portadoras de doenças crônicas e precisam ter um apoio cotidiano por parte do seu médico. Depois de mais de dois meses da paralisação completa das atividades, nós entendemos que podemos retornar com segurança", garantiu o presidente do Sindhospi, Jefferson Campelo.

Segundo ele, os atendimentos acontecem seguindo protocolos de segurança. "Temos hoje o atendimento baseado em protocolos seguros e honestos e podemos proporcionar  a população um atendimento sem trazer um risco maior a sua saúde", declarou.

A recomendação é que as pessoas só procurem o médico quando realmente precisar. Após decisão judical, clínicas e hospitais em Teresina voltaram a reabrir sem restrição de horário, mas com uma série de adequações para evitar a disseminação do novo coronavírus. Pelo decreto municipal, os estabelecimentos de saúde só podiam funcionar no período da tarde, por exemplo, mas a determinação foi derrubada pelo desembargador do Tribunal de Justiça do Piauí, Erivan Lopes. 

Da Redação
[email protected]