Cidadeverde.com

Mulher mata marido a facadas em José de Freitas; polícia apura se foi legítima defesa

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com

Uma mulher, que não teve a identidade revelada pela polícia, matou o marido José Ronaldo Gomes Pinheiro, de 37 anos, com duas facadas após uma discussão na residência onde moravam no bairro Suco de Uva na noite de domingo (8) no município de José de Freitas, a 54 km de Teresina. A filha do casal presenciou a situação. A Polícia Civil apura se a mulher agiu em legítima defesa, devido ao histórico de agressão.

O delegado Danilo Barroso, titular da delegacia de José de Freitas, informou que o crime ocorreu por volta das 23h de domingo. O casal vivia em união estável há 12 anos e tinha uma filha, de idade não revelada.

“Foi uma briga familiar. Os dois iniciaram uma discussão, e o que ela afirma é que ele pegou uma faca e foi para cima dela, nisso houve um momento que ela conseguiu tomar a faca dele e então foram desferidas duas facadas. Ele não resistiu e morreu”, afirmou o delegado.

Após o crime ela foi encaminhada para a Central de Flagrantes de Teresina, ficou detida e foi solta na manhã de hoje após passar por uma audiência de custódia.

De acordo com o delegado Danilo Barroso, a vítima já tinha prestado um boletim de ocorrência contra José Ronaldo por agressão. “Ela já tinha feito um boletim de ocorrência contra ele em 2017 por agressão. Esse é o único boletim registrado. Só que ela afirma que ele sempre a ameaçava de morte, que se ela fosse na delegacia iria matar ela, por isso ela não teria feito mais denúncias”, explicou.

A polícia apura se o caso foi realmente em legítima defesa e a filha do casal que estava na residência quando o crime aconteceu será ouvida.

“A filha do casal, presenciou, então vamos ouvir ela. Vamos ouvir as testemunhas, vamos apurar, porque não se pode concluir que é um homicídio, é preciso apurar se foi um caso de legítima defesa, então vamos ouvir várias pessoas ainda”, finalizou o delegado.

 

Bárbara Rodrigues
[email protected]