Cidadeverde.com

Polícia prende suspeitos de matar jovem em José de Freitas

A Polícia Civil de José de Freitas, no Piauí, com o apoio da Polícia Militar deu cumprimento no início da tarde desta segunda-feira (18 de fevereiro de 2019), na cidade de José de Freitas, a 48 km de Teresina, a dois mandados de prisões temporárias contra Wanderson do Nascimento e José Lucas Lima da Silva, vulgo “Twhô”, suspeitos de envolvimento no assassinato do jovem Francisco Carlos Gomes de Oliveira, vulgo “Colate”, que foi morto com um tiro na cabeça na madrugada do dia 22 de dezembro de 2018, na cidade de José de Freitas-PI.

De acordo com a Polícia Civil, conforme investigações já realizadas existem fortes indícios da participação de Wanderson do Nascimento e de José Lucas Lima da Silva, no assassinato de “Colate”, que foi executado com um tiro na cabeça, na Rua Jacob Sampaio Almendra, próximo a Escola Municipal Agripina Portela, no bairro Santa Rosa, quando conduzia a sua namorada na garupa de sua motocicleta.

A vítima Francisco Carlos Gomes de Oliveira, o “Colate”, de 21 anos, já tinha passagem pela polícia e teria envolvimento com drogas.

Após várias diligências, policiais lotados no 17º DP, na cidade de José de Freitas-PI, colheram várias informações, que apontam a participação de Wanderson do Nascimento e de José Lucas Lima da Silva na execução de Francisco Carlos Gomes de Oliveira, o “Colate”.

De acordo com a Polícia Civil, o crime foi praticado em razão de um desentendimento entre “Colate” e Wanderson do Nascimento, por causa de uma arma de fogo que “Colate” emprestou para Wanderson e este nunca devolveu a referida arma para “Colate”, e dai então, teve o desentendimento que terminou com a execução de “Colate”. O suspeito Wanderson do Nascimento já tem passagens na Polícia de José de Freitas desde que era menor de 18 anos.

Os policiais civis lotados no 17º DP em José de Freitas, continuam realizando investigações para chegar a elucidação integral do assassinato de “Colate”. Os suspeitos Wanderson do Nascimento e José Lucas Lima da Silva foram levados para a Delegacia da Polícia Civil de José de Freitas, onde foram ouvidos pelo delegado Willon Gomes e se encontram recolhidos em uma das celas. Os dois suspeitos, a pedido da Polícia Civil, tiveram as prisões temporárias decretadas pela Justiça de José de Freitas, a fim de que sejam concluídas as investigações em torno do assassinato do jovem “Colate”.

Fonte: realidademefoco