Cidadeverde.com

Piauí tem a maior queda da pobreza extrema do Brasil, revela pesquisa

Imprimir
O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece) divulgou um estudo nacional sobre a redução da extrema pobreza no Brasil e o Piauí aparece em primeiro na redução por proporção. Segundo o levantamento o Estado teve uma redução, entre 2006 e 2011, de mais de dez pontos percentuais, caindo de 18,62% para 8,59% de sua população.


No relatório, 297,5 mil piauienses deixaram a miséria extrema. O Piauí conseguiu sair do 2º para o 7º estado com mais pessoas nessas condições, que até 2016 deverá ser eliminada do Brasil. De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) está nessa situação as famílias com renda per capita de até um quarto do salário mínimo.

O sucesso da redução da população miserável se deve a assistência do governo do estado em várias áreas através de ações na economia solidária, valorização da assistência técnica rural, fortalecimento da agricultura familiar a partir de projetos de avicultura, distribuição de sementes, arranjos produtivos locais. Vale destacar também as parcerias com o Governo Federal.

Um complemento mensal pago desde junho deste ano, através do Brasil Carinhoso, para as famílias que já recebiam o Bolsa Família permitiu ao governo aumentar os números da erradicação da miséria. No Piauí, 103.445 famílias foram beneficiadas com o programa em setembro. Ao todo, foram repassados para o estado piauiense R$ 8.771.514 referentes ao benefício.

De acordo com o professor Flávio Ataliba, diretor geral do Ipece, os índices apresentados no relatório podem ser melhores ainda, já que as reduções não foram influenciadas pelo Plano Brasil Sem Miséria. “As políticas anunciadas não tiveram tempo de se consumar, pois os dados da PNAD foram coletados em setembro de 2011”.

Da Redação 
Você pode receber direto no seu WhatsApp as principais notícias do CidadeVerde.com
Siga nas redes sociais