Cidadeverde.com
Entretenimento

Obama é eleito personalidade do ano pela revista Time

Imprimir
A revista Time anunciou nesta quarta-feira (19) o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, como a personalidade do ano de 2012, uma honra que o democrata, reeleito para a presidência, recebe pela segunda vez.

A prestigiosa revista americana afirma que o país está em meio a imensas mudanças culturais e demográficas e que Obama é o símbolo e, de certo modo, a força condutora por trás da transformação.


"Por encontrar e forjar uma nova maioria, por converter a fragilidade em uma oportunidade e por buscar, em meio a uma grande diversidade, criar uma união mais perfeita, Obama é a personalidade do ano 2012 da Time", afirmou o editor da publicação, Rick Stengel, em um comunicado.

Stengel recordou que "Obama é o primeiro presidente democrata desde FDR (Franklin D. Roosevelt) que obtém mais 50% dos votos em eleições consecutivas e o primeiro presidente desde 1940 a ganhar uma reeleição com taxa de desemprego superior 7,5%".

"Ele conseguiu uma coalizão vencedora e talvez também uma coalizão governante. Sua presidência marca o fim do realinhamento iniciado pelo (ex-presidente republicano Ronald) Reagan, que marcou a política americana por 30 anos", acrescentou.

Entre os outros finalistas deste ano estavam Malala Yousafzai, a adolescente paquistanesa que foi baleada na cabeça pelo Talibã por fazer críticas ao movimento insurgente em seu blog; Tim Cook, presidente da Apple, que assumiu a difícil tarefa de comandar a companhia após a morte de Steve Jobs; Mohamed Morsi, presidente  do Egito, que assumiu o país após a queda do ditador Hosni Mubarak; e a física Fabiola Gianotti , coordenadora do Atlas, grupo que faz pesquisas no Grande Colisor de Hádrons pela “partícula de Deus”.

Em 2011, a personalidade do ano apontada pela revista foi a figura do “manifestante”, em um reconhecimento às pessoas de todo o mundo, em particular do Oriente Médio e norte da África, que saíram às ruas para lutar por seus direitos.

Em 2010, a Time selecionou como "personalidade do ano" o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, que na época, com 26 anos, tornou-se o segundo mais jovem da história a receber a homenagem, atrás apenas do aviador americano Charles Lindbergh, personalidade do ano em 1927, quando tinha 25 anos.

O anúncio deste anos ocorre dias após um dos momentos mais difíceis do mandato do presidente norte-americano: o massacre cometido por um atirador que invadiu uma escola primária em Newtown, Connecticut, e matou 26 pessoas - entre elas 20 crianças.

Após a tragédia, o presidente fez um pedido por ação durante um funeral em Newtown, no domingo, exigindo alterações na forma como os Estados Unidos lidam com a violência armada. Obama disse que nas próximas semanas iria "usar todo poder que este gabinete detém" para iniciar esforços a fim de evitar novas tragédias desse tipo.

Obama havia sido escolhido personalidade do ano em 2008, logo após sua primeira eleição.

Fonte: G1
Imprimir