Cidadeverde.com
Cidades

PI: Prefeitas acham caixas zerados, registram BO e pedem intervenção

Imprimir
O primeiro dia de gestão nas prefeituras de Currais e Parnaguá foi às escuras. Hoje, o Cidadeverde.com ouviu relatos de caos e destruição nos dois municípios que devido à situação não houve transmissão de cargos. A prefeita de Parnaguá (a 823 km de Teresina), Anna Cecília Silveira Rissi (PSD), chegou a procurar a Polícia para registrar queixa por roubo.


Prefeita Anna Cecília de Parnaguá

Anna Cecília conta que todos os órgãos da prefeitura estão sem energia. “Está tudo às escuras, papeis cortados, computadores só a carcaça, as baterias dos ônibus sumiram e motos sem placas. Recebi um bolo de chaves, mas não serve pra nada”, disse a prefeita revoltada.

Ela confirmou que pedirá intervenção federal para que o município não fique mais penalizado. Ana Cecília revelou ainda que a conta única da prefeitura está zerada. Ontem, ela procurou o Distrito Policial de Parnaguá para registrar um boletim de ocorrência, mas não tinha delegado. Inconformada foi até o DP de Corrente e também não conseguiu fazer o BO.

“Vamos até as últimas consequências para tentar reverter este quadro”, disse.

Currais

O cenário de caos de Parnaguá é parecido com o de Currais ( a 640 km de Teresina). O novo secretário de Finanças da cidade, Luiz Lobo, confirmou que acionará a Polícia Federal, Ministério Público Estadual e Federal e o judiciário para intervir no município.

“O prefeito anterior deixou um débito de mais de R$ 2 milhões somente de energia. Estamos indo a Teresina para acionar as instituições e realizar uma auditoria”, disse Luiz Lobo.

A prefeita eleita Ana Cláudia do O Silva (PSDB) encontro funcionários com salários atrasados e nem nenhum centavos nos cofres públicos.

“Não houve transmissão de cargo e tudo que estamos fazendo estamos registrando em ata”, disse Luiz Lobo.



Flash Yala Sena
Imprimir